Triste, Montezemolo acredita em recuperação de Schumacher

Ex-presidente da Ferrari relembra com tristeza dois anos do acidente com Schumacher

Amigo pessoal de Michael Schumacher, o ex-presidente da Ferrari, Luca di Montezemolo, disse em entrevista ao jornal italiano La Gazzetta dello Sport que continua acreditando na recuperação do heptacampeão de Fórmula 1.

Há exatamente dois anos, no dia 29 de dezembro de 2013, Schumacher sofreu um acidente de esqui que o deixou em coma por seis meses. Montezemolo lembra com tristeza do dia.

"Eu revivo o drama com grande tristeza", disse Montezemolo, que com Schumacher viu a Ferrari conquistar cinco títulos. "Eu sou próximo a Corinna (esposa), Mick e Gina-Maria (filhos). E em 3 de janeiro (47º aniversário de Schumacher) vou telefonar para Corinna", disse.

Sobre o estado de saúde do amigo, Montezemolo diz não ter detalhes. Mas continua acreditando em sua recuperação que é cercada de mistério por causa da postura da família do piloto.  

"Mas, mesmo com grande tristeza, eu ainda acredito em um milagre e, enquanto isso eu tenho em mente os momentos de nossos triunfos", acrescentou Montezemolo.

As notícias oficiais sobre a recuperação são escassas. Sabe-se que o piloto saiu do coma em junho de 2014 e desde então está sob intensos cuidados médicos na residência da família. Recentemente a revista alemã Bunte publicou que Schumacher voltou a andar com ajuda de fisioterapeutas, o que foi negado com veemência pela assessoria.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias