Trulli dispara contra pilotos pagantes na Fórmula 1

"Não existem regras, mas é verdade que aqueles que pagam são menos acostumados a sofrer, são menos comprometidos"

Jarno Trulli

Veterano piloto da equipe Caterham, Jarno Trulli abriu fogo contra os pilotos pagantes da Fórmula 1. 

Para o italiano, que está na categoria desde 1996, os competidores com bastante apoio financeiro não estão acostumados a sofrer e aprender na pista.
 
"Algumas equipes são pequenas e para sobreviver precisam contar os feijões e são forçadas a alugar a vaga. São decisões econômicas e para mim não são válidas", analisa, em entrevista ao periódico italiano "La Repubblica."
 
"Não existem regras, mas é verdade que aqueles que pagam são menos acostumados a sofrer, são menos comprometidos. Quando você atravessa o caminho, muitas vezes você se encontra na condição de ser forcado a vencer. Ou vence, ou não tem uma segunda chance."
 
Trulli usou como exemplo o que aconteceu na Lotus Renault, quando o time dispensou Nick Heidfeld e chamou Bruno Senna: "Quando Robert Kubica estava fora, foi o fim. Vitaly Petrov não estava em uma posição para liderar a equipe e Bruno Senna mostou que não era bom o suficiente."
 
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias