Turma do fundão analisa resultado final do GP da Hungria

Caterham e Marussia aprovaram desempenho, o que não foi o caso de Sauber, Toro Rosso e HRT

Sergio Perez, 14°: "Não tenho muito o que dizer. Estamos sem ritmo. Tentamos uma estratégia diferente em meu primeiro stint, mas, no fim, acho que nada nos levaria aos pontos. É uma pena, mas vamos voltar à luta após o intervalo de verão."

Daniel Ricciardo, 15°: "Tive uma largada considerável, passei alguns carros, mas eles começaram a abrir e não tive como igualar o ritmo. Não acho que havia muito para ser feito. Agora que venha o intevalo e que possamos voltar mais fortes em Spa."
 
Jean-Eric Vergne, 16°: "Larguei bem, passei os carros da Sauber e da Force India, mas me jogaram para fora na primeira curva e perdemos posições. Fiquei preso atrás de Kobayashi e o Daniel fugiu aproveitou para fugir.Tive de fazer uma parada extra, pois havia detritos na lateral, provocando um superaquecimento."
 
Heikki Kovalainen, 17°: "Foi uma corrida decente. Larguei bem, subi para 16° e mantive um bom ritmo a partir dali. Estamos realistas em relação à performance do carro, mas acho que o acerto e o equilíbrio estiveram bem melhores neste fim de semana."
 
Kamui Kobayashi, 18°: "Simplesmente fomos muito lentos aqui. Tive problemas em todo o fim de semana, especialmente com os pneus médios. Também perdi algumas posições após a largada, quando me encontrei no lado esquerdo, sem ter para onde ir. No fim, tive um vazamento hidráulico."
 
Vitaly Petrov, 19°: "No geral, o fim de semana trouxe lições valiosas. O carro rendeu bem diferente da classificação, e precisamos ver o que aconteceu. É um pouco estranho, pois melhoramos em todo o fim de semana, mas não fomos bem na corrida."
 
Charles Pic, 20°: "A corrida não aconteceu como queria. Larguei mal, e precisamos ver isso para melhorar em Spa. Após isso, o ritmo de prova foi bom e estou feliz que nossa performance em relação à Catergam melhorou visivelmente, visto que tive uma bela disputa com Petrov."
 
Timo Glock, 21°: "Outra corrida para esquecer. O caro esteve sem ritmo e equilíbrio desde o começo. Consegui ser rápido apenas nas duas primeiras voltas. Depois, a parte traseira ficou muito instável. Não sei o que aconteceu."
 
Pedro de la Rosa, 22°: "Foi uma corrida dura, porém legal. Foi uma prova muito quente, mas tivemos um bom ritmo. Estava chegando em Glock, mas a corrida acabou antes. As bandeiras azuis também não ajudaram. Estou feliz, pois foi uma corrida de sobrevivência"
 
Narain Karthikeyan, abandono: "Larguei bem, mantive o ritmo de Pedro, mas ele me ultrapassou. Foi complicado administrar as bandeiras azuis, já que tivemos muitas delas. Com cinco voltas para o fim, o volante quebrou, então precisamos ver o que realmente aconteceu."
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias