Um de nós pode bater Vettel até o fim do ano, diz Kimi

Piloto da Lotus reconhece que a Red Bull é forte em todas as pistas, mas acredita que sequência de alemão será quebrada

Sebastian Vettel venceu – e com facilidade – as últimas três etapas do campeonato, mas Kimi Raikkonen acredita que algum piloto conseguirá incomodar o alemão nas seis etapas que faltam, começando pelo GP da Coreia, neste final de semana.

“Tentaremos, mas não será fácil”, admitiu o piloto da Lotus em entrevista acompanhada pelo TotalRace. “A Red Bull é rápida em todos os tipos de pistas e também será nas provas que faltam. Depende do quão bom será o trabalho dos outros pilotos e equipes, mas tenho certeza de que outro vai vencer até o final do ano. Veremos o que vai acontecer.”

Para tanto, Raikkonen espera se sentir recuperado do problema nas costas que o atrapalhou especialmente no sábado em Cingapura. O finlandês disse que se sente bem. “Está bem. Se continuar como está agora, com certeza vou correr. Só se algo estranho acontecer... mas veremos, deve dar tudo certo”.

Outra questão que poderia atrapalhar no final de semana, o tufão esperado para o final de semana na Coreia, também não assusta Raikkonen. “Acho que eles [meteorologistas da Lotus] estão mais positivos que os outros. Sei que a direção [do tufão] mudou, mas veremos no domingo.”

É apenas a segunda vez de Kimi na Coreia, prova que estreou no calendário em 2010 e cativou os pilotos bem mais pela pista em si do que como evento. “Corri aqui pela primeira vez ano passado e me surpreendi porque é um circuito com muita aderência. O layout é bom, é divertido correr aqui, ainda que o lugar não seja nada de especial.”

Para este ano, foi feita uma alteração na saída dos boxes. “Não vi as mudanças que fizeram, mas fiquei sabendo. Verei amanhã quando for para a pista [hoje a partir das 22h, pelo horário de Brasília], mas não vai mudar muito. É o mesmo para todos e tomara que só facilite um pouco nosso retorno à pista e que seja mais seguro.”

Do outro lado do pit, Romain Grosjean não vê o circuito da Coreia como um de seus favoritos, mas não se importa com isso. “Certamente é um circuito que quero competir e dar eu máximo. Não é minha pista predileta, mas não tenho nada contra. Estou feliz em estar aqui e de poder correr no domingo.”

“A primeira parte do circuito é cheia de de retas e curvas de baixa velocidade em segunda marcha. Depois de um trecho travado vamos para uma parte de média para alta cheia de curvas, que desgasta os pneus dianteiros. Mas nada louco demais.”

Como turista, Grosjean gostou da Coreia, mas se diz 100% para correr. “É muito legal visitar lugares diferentes e estar aqui na Coreia do Sul. Só dormi um pouco mais e já me sinto bem.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Coreia
Pilotos Kimi Raikkonen , Romain Grosjean
Tipo de artigo Últimas notícias