Um dia após completar 83 anos, Ecclestone enfrenta processo milionário

Empresa de mídia pede indenização de 171 milhões de dólares ao chefe da F1 como desdobramento do "Caso Gribowsky"

Um dia após completar 83 anos, Bernie Ecclestone está tendo de enfrentar uma situação nada agradável. O mandatário da F1 enfrenta um processo na Alta Corte de Londres. Este será apenas um de vários tribunais pelos quais Bernie deverá passar nos próximos anos, tudo isso devido a um suposto caso de suborno envolvendo o dirigente e o empresário alemão Gerhard Gribowsky.

O caso desta terça é um desdobramento de processo movido pela Constantin Medien, empresa de mídia que foi acionista da Fórmula 1 que se sentiu lesada durante venda dos direitos televisivos da F1. De acordo com a empresa, em 2005, Ecclestone e Gribowsky valorizaram artificilmente o valor da venda, prejudicando a empresa. Por isso a Constantin pede uma indenização de 171 milhões de dólares. Esse processo deve durar algumas semanas.

“Isso não é o ideal. Seria melhor se não estivesse acontecendo, mas não podemos mudar o sistema de justiça”, declarou Bernie à Bloomberg. Seu advogado de defesa tem medo da influencia deste processo no processo que o dirigente ainda terá que enfrentar na Alemanha.

“Ecclestone enfrenta uma guerra em várias frentes. O que o ajudar em Londres por vir a feri-lo na Alemanha e o que for produzido em ambos os julgamentos ainda pode reaparecer no futuro. Este caso não é só sobre muito dinheiro. O julgamento na Grã-Bretanha é perigoso, pois pode produzir evidências que podem ser usadas pelos promotores de Munique”, considera Alexander Engelhardt

Pelo Tribunal de Munique, Gribowsky já foi condenado a oito anos e meio de prisão por ter sido subornado por Ecclestone e no ano que vem será a vez do dirigente da F1 ir a julgamento pelo caso. Bernie não nega que realmente pagou a quantia de 44 milhões de Euros ao ex-diretor do banco BayernLB, mas alega que foi chantageado por Gribowsky. Caso seja condenado no processo movido pelo estado alemão, Ecclestone também deve ser preso.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias