Um dos pilares da McLaren, Tyler Alexander morre aos 75 anos

compartilhar
comentários
Um dos pilares da McLaren, Tyler Alexander morre aos 75 anos
Jonathan Noble
Por: Jonathan Noble
7 de jan de 2016 21:14

Equipe baseada em Woking confirmou morte de um dos principais parceiros de Bruce McLaren nesta tarde. Ron Dennis emitiu comunicado emocionante

A McLaren confirmou na tarde desta quinta-feira a morte de Tyler Alexander, aos 75 anos. Nascido nos Estados Unidos, ele se juntou ao time de mecânicos de Bruce McLaren em 1963 e rapidamente ganhou notoriedade pela qualidade de seu trabalho.

Inicialmente trabalhou nos programas da CanAm e USAC para a equipe, antes de retornar à Europa com foco totalmente na F1.

Em 1982 ele deixou a escuderia para se dedicar à equipe de Teddy Mayer, na Indy, antes de voltar à F1 na equipe Beatrice.

Pouco tempo depois, ele voltou à McLaren para se dedicar a projetos especiais e se aposentar antes da temporada de 2009.

Alexander havia lançado recentemente um livro fotográfico chamado "McLaren from the Inside", em que combinava suas duas paixões: automobilismo e fotografia.

Homenagem de Ron Dennis

Assim que soube da morte de Alexander, Ron Dennis emitiu comunicado lamentando o ocorrido no dia de hoje.

Ao lado de Bruce McLaren, que fundou a empresa em 1963, Tyler Alexander foi um dos primeiros pilares da nossa empresa, trabalhando duro ao lado de Bruce desde os primeiros dias . E Bruce não poderia ter pedido um par melhor para ajudar a construir a reputação da equipe.

Tyler era bem sucedido e muito popular, já que aliava sua energia e otimismo juntamente com senso de humor contagiante e satírico.

De maneira simples Tyler viveu e respirou McLaren. Mesmo após sua aposentadoria, ele continuava sendo amado e respeitado por todos em Woking.

A amizade com Tyler era aquela que você podia realmente confiar, ele era um homem que nunca te deixaria para baixo.

Na verdade, Tyler era um dos melhores da velha guarda. Humilde e sábio, deixou uma reputação e legado que permanecerá indelével na história do automobilismo internacional.

Então, em nome de todos da McLaren, gostaria de prestar uma homenagem sincera a um dos fundadores de nossa equipe e para oferecer nossas mais profundas condolências a seus muitos amigos e a sua companheira, a sempre amorosa, Jane Nottage, que sempre foi valente até o fim.

 

Tyler Alexander and Bruce McLarenTyler Alexander e Bruce McLaren em 1969, antes do GP da África do Sul
Próxima Fórmula 1 matéria
Mosley sugere uso de dois motores por ano a cada piloto

Previous article

Mosley sugere uso de dois motores por ano a cada piloto

Next article

Sainz: sem meu pai, não conseguiria chegar à Fórmula 1

Sainz: sem meu pai, não conseguiria chegar à Fórmula 1
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes McLaren Shop Now
Autor Jonathan Noble
Tipo de matéria Obituário