Um membro da Williams segue no hospital; dois foram liberados

De acordo com comunicado da equipe, funcionário sofreu queimaduras durante incêndio e deve ser liberado em 48 horas

A Williams investiga as causas do incêndio após GP da Espanha

A Williams anunciou que um dos três membros da equipe que foram levado ao hospital após o forte incêndio que tomou conta dos boxes da equipe nas comemorações da vitória de Pastor Maldonado no GP da Espanha continua sob tratamento. Os outros dois já retornaram à Inglaterra.

“Depois do incêndio de na garagem da equipe depois do GP da Espanha, a Williams confirma que mais dois membros da equipe foram liberados do hospital e voltaram para casa depois de receber tratamento pela inalação de fumaça.”

Agora, apenas um membro da equipe continua no hospital, após ter sofrido queimaduras.

“Um membro da equipe continua no hospital na Espanha após ter sofrido queimaduras. Ele está em situação estável e voltará para o Reino Unido em 48 horas para continuar o tratamento. Sua família está em contato permanente e ele está animado.”

Apesar do rumor de que um cigarro tenha começado o fogo, a Williams afirmou ainda não saber as causas do acidente. “As investigações da causa do incêndio estão acontecendo em colaboração com a FIA e autoridades locais.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Espanha
Tipo de artigo Últimas notícias