“Um ponto é melhor do que nada”, diz Massa sobre 10º lugar

Brasileiro expressa sua insatisfação com resultado, relata desgaste excessivo de pneus e diz que precisa entender o que se passou em incidente com Magnussen

Felipe Massa não era o piloto mais satisfeito após o término do GP do Japão. Décimo colocado em Suzuka e com um ponto a mais no campeonato, o brasileiro se queixou das dificuldades neste domingo e afirmou que não ficou contente com o resultado.

Massa, oitavo no grid, chegou a ocupar o sétimo posto após o abandono de Sebastian Vettel. No entanto, ele enfrentou problemas com os pneus, o que o fez ter um pitstop prematuro, e, no fim, fechou a prova em décimo.

“Foi, definitivamente, uma corrida complicada para mim. Sofri muito com o ritmo do carro no primeiro e no segundo jogos de pneus. Não fiquei satisfeito com a posição no fim, porque meu ritmo não era rápido o suficiente. Senti muito desgaste dos pneus”, disse, em entrevista à emissora inglesa Sky Sports.  

“A Haas era muito mais rápida que eu – se eles não me passassem ali, me passariam pouco depois. No fim, não foi bom. Um ponto é melhor que nada. Uma Renault terminou atrás, assim como uma Toro Rosso, o que é o mais importante.”

O brasileiro foi superado na pista por Kevin Magnussen, em duelo que teve até toque. “Para ser sincero, eu preciso ver. Meu retrovisor direito não estava funcionando, então preciso ver o que aconteceu. Eu não entendi que ele estava ali na curva 2, então preciso ver”, comentou.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Japão
Pista Suzuka
Tipo de artigo Últimas notícias