Vaiado em Monza, Hamilton se diz “feliz” por ser vilão

Piloto da Mercedes derrota Ferrari na Itália e entende paixão dos torcedores: “Fazem isso pelo amor que sentem”

Enquanto Lewis Hamilton dominou o GP da Itália, a Ferrari teve dificuldade para obter apenas um terceiro lugar em sua corrida de casa com Sebastian Vettel. No final da prova e no pódio, o britânico foi vaiado, algo que viu como um gesto normal sendo o circuito de Monza a casa da equipe italiana.

"Para ser honesto, tinha uma boa melodia tocando na minha cabeça, e eles passaram por cima da minha cabeça", disse Hamilton sobre as vaias. "Era de se esperar aqui na Itália".

"Eu acho que, durante os últimos cinco, sete ou dez anos, tem sido comum que o primeiro degrau do pódio tenha sido de alguém que não é da Ferrari."

"Inevitavelmente, você será o vilão aqui se você for aquele que conseguir derrotar as Ferraris. Se neste domingo não tivéssemos vindo para a pista, Bottas e eu, as Ferraris ganhariam."

"Nós somos os vilões, e em alguns dias eu estou feliz por ser o vilão. Eu não ligo, acho que estou apenas tentando me manter respeitoso. Admiro a paixão. Aqui parece um pouco como futebol, eles são agressivos, mas fazem isso apenas pelo amor que eles sentem pelos carros vermelhos."

Hamilton, que ganhou quatro vezes em Monza e nunca escondeu sua admiração pela Ferrari e seus fãs, insistiu que tinha apoio no circuito de Monza.

"Entre eles, às vezes vejo que há uma bandeira britânica. Vejo que existem italianos que passaram de Ferrari para Mercedes...".

"E, pouco a pouco, há muitas pessoas que vão se converter e outros que não vão. Mas, pouco a pouco e ano a ano, vou converter mais algumas."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Itália
Pista Monza
Pilotos Lewis Hamilton
Equipes Mercedes
Tipo de artigo Últimas notícias