Van der Garde faz molde de assento mas não corre GP da Austrália

compartilhar
comentários
Van der Garde faz molde de assento mas não corre GP da Austrália
Por: Gabriel Lima
13 de mar de 2015 04:22

Giedo senta em carro de Ericsson mas ausência de superlicença o impede de competir; júri recomeça no sábado

A história bizarra que está dando o tom do início das atividades em Melbourne ganhou mais um capítulo na manhã desta sexta-feira, enquanto a Fórmula 1 se preparava para os primeiros treinos da temporada 2015. O holandês Giedo van der Garde apareceu no paddock do Albert Park vestido em um macacão da equipe Sauber com o número 9 do sueco Marcus Ericsson.

Respeitando uma decisão judicial da Suprema Corte de Victoria, na Austrália, e anteriormente outra na Suíça, em dezembro, a Sauber se viu obrigada a ceder um lugar em sua equipe para seu ex-piloto de testes. Caso não cedesse, a polícia australiana poderia apreender seus bens, o que a tiraria da corrida de abertura do mundial.

No entanto, pelo fato de a FIA não ter tido contato com o contrato de Giedo com a Sauber (havia sido informada de que o compromisso havia terminado), sua superlicença não ficará pronta para a corrida de Melbourne. Portanto, correrão neste fim de semana o sueco Ericsson e o brasileiro Felipe Nasr, que, por ter trazido o maior patrocinador da Sauber (avaliado em 60 milhões de dólares), a princípio continua com sua vaga segura.

Assim, Van der Garde se correr, só será no GP da Malásia, segunda etapa deste ano, a ser realizada daqui duas semanas, no dia 29 de março. Nesta data, com a documentação obrigatória para participar de uma corrida de F-1 pronta, o holandês terá aval do órgão regulador da categoria – a FIA – para competir no circuito de Sepang.

Entretanto, seu advogado não desistiu de sua participação neste fim de semana e, na Suprema Corte de Victoria, pediu a prisão da chefe de equipe da Sauber, Monisha Kaltenborn. Ele alegava que a sucessora de Peter Sauber no comando do time tivesse dificultado e mentido sobre a requisição da superlicença do piloto, já que um dos pilares de defesa da Sauber era o fato de o holandês não ter a permissão para guiar, quando na verdade o time deveria providenciá-la.

Kaltenborn foi embora do circuito antes do fim das atividades sem falar com a imprensa, mas voltou para a entrevista coletiva.

A Corte voltará a se reunir amanhã após uma pequena reunião hoje. A expectativa é de que o time e Van der Garde entrem em acordo. Segundo o advogado do holandês, as partes discutiram “construtivamente” durante esta sexta-feira. O novo júri está marcado para as 9h30 da manhã em Melbourne, 19h30 no horário de Brasília.
Próxima Fórmula 1 matéria
Cravando giro sensacional, Rosberg lidera sexta em Melbourne; Nasr é 11º

Previous article

Cravando giro sensacional, Rosberg lidera sexta em Melbourne; Nasr é 11º

Next article

Após domínio nos treinos de sexta-feira, Mercedes prefere adotar cautela

Após domínio nos treinos de sexta-feira, Mercedes prefere adotar cautela
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Gabriel Lima
Tipo de matéria Últimas notícias