Vandoorne: Ano difícil me fez um piloto melhor

compartilhar
comentários
Vandoorne: Ano difícil me fez um piloto melhor
Jonathan Noble
Por: Jonathan Noble
Traduzido por: Gabriel Lima
27 de set de 2017 16:24

Belga fala de temporada pela McLaren até aqui e lembra início complicado após pouca quilometragem na pré-temporada

Stoffel Vandoorne, McLaren
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL32
Stoffel Vandoorne, McLaren
Stoffel Vandoorne, McLaren
Stoffel Vandoorne, McLaren
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL32
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL32
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL32
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL32

O sétimo lugar de Stoffel Vandoorne na última corrida, disputada em Cingapura, foi seu melhor resultado na Fórmula 1. O piloto belga iniciou o ano de maneira difícil devido à falta de confiabilidade e performance do motor Honda de sua McLaren.

Refletindo sobre seu progresso no campeonato, Vandoorne admitiu que aprendeu sobre si mesmo e como se adaptar a um carro após os momento difíceis do início deste ano. Para ele, o aprendizado foi melhor do que se tivesse tido sucesso rápido na F1.

"É a primeira vez na minha carreira que tenho um momento difícil", disse Vandoorne ao Motorsport.com.

"Em todos os campeonatos juniores que competi, geralmente ganhava o tempo todo. E, claro, de vez em quando você tem uma corrida difícil. Mas eu nunca tive um momento em que não era competitivo o suficiente para lutar por qualquer resultado. De certa forma, eu me tornei muito mais forte me concentrando em detalhes diferentes.”

"Não é uma situação na qual desejo estar, mas quando os tempos mudarem e quando estivermos competitivos, isso definitivamente me ajudará."

Vandoorne disse que a falta de quilometragem nos testes, como resultado da fraca confiabilidade da Honda, o prejudicou nos progressos.

"Sem quilometragem, complicamos bastante a interação com os engenheiros", disse.

"Meu estilo de condução é bastante diferente do de Fernando, então eu precisava de algumas coisas diferentes no carro também. Ultimamente, tudo tem ido melhor para mim em termos de dirigibilidade. Também me adaptei a algumas coisas.”

"Todo o relacionamento com a equipe e o esforço que coloquei definitivamente me ajudaram a entender tudo e traduzir isso nos resultados."

Vandoorne disse que o início da temporada foi difícil de lidar devido à pouca esperança de que a Honda fizesse um rápido progresso.

"O começo não foi fácil", disse ele. "Antes da temporada, foram dois anos difíceis para o time, e acho que todos estavam querendo uma melhoria boa. Isso não acabou por acontecer. Nos testes nós perdemos muita quilometragem, e as primeiras corridas não foram fáceis.”

"Você encontra novas formas de se motivar. Me foquei mais e agora vou a todos os fins de semana muito motivado, mesmo que não haja muita performance para nós. Tenho certeza de que o carro será competitivo no futuro.”

Próxima Fórmula 1 matéria
F1 2017 é 30 km/h mais rápida em curvas mais velozes do ano

Previous article

F1 2017 é 30 km/h mais rápida em curvas mais velozes do ano

Next article

F1 negocia entrada do GP da Dinamarca em 2020

F1 negocia entrada do GP da Dinamarca em 2020
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Stoffel Vandoorne
Equipes McLaren Shop Now
Autor Jonathan Noble
Tipo de matéria Últimas notícias