Vencedor, Rosberg se diz surpreso com melhora no ritmo de corrida

GP da China marcou a estreia do alemão como pole e vencedor, assim como primeiro triunfo da Mercedes após o retorno à F-1

Rosberg venceu a primeira de sua carreira

Em um final de semana cheio de marcas, Nico Rosberg entrou para o seleto grupo dos pilotos que venceram sua primeira prova largando da pole pela primeira vez. O alemão, no entanto, destacou o sucesso da equipe Mercedes, que voltou a vencer depois de quase 60 anos, dois anos após seu retorno à F-1.

“É um sentimento incrível, estou muito feliz. Foi algo que demorou para chegar, não apenas para mim, como também para a equipe. É muito bom ver nosso progresso, e de forma tão rápida. Não esperava ser tão veloz hoje, fiquei muito feliz com o ritmo que tivemos.”

Rosberg se mostrou surpreso com a melhora no ritmo de corrida da Mercedes, que se classificou bem nas duas primeiras provas,  mas havia marcado apenas um ponto nas etapas iniciais.

“Agradeço aos engenheiros, que trabalharam muito duro nestas semanas. É claro que todos trabalharam duro, mas eles conseguiram melhorar nosso acerto, porque vínhamos tendo muita dificuldade com o ritmo de corrida. Hoje tudo deu certo.”

De acordo com Rosberg, o crescimento do carro tem a ver com a melhor compreensão do acerto, trabalho que foi feito nestas três semanas de intervalo desde o GP da Malásia.
 
“É uma questão de acerto, pensar no que está acontecendo na corrida e porque estávamos tendo dificuldades. Claro que as condições ajudaram hoje, acho, mas mesmo assim, estamos progredindo e isso é bom de ver.”
 
O alemão destacou que esse progresso não está prejudicando o que era o ponto forte do carro, a classificação.

“Desde o início do ano temos sido rápidos na classificação, talvez menos na corrida. Agora continuamos fortes aos sábado – muito fortes, talvez até mais – e estamos melhorando na corrida, então o progresso é bom e tenho certeza de que vai continuar.”

Michael Schumacher, por sua vez, não teve a mesma sorte. O alemão largou em segundo e manteve a posição na saída. Em seu primeiro pit stop, no entanto, uma falha humana o tirou da corrida.

"Primeiramente, parabéns a todo o time e a Nico, que conseguiu uma vitória perfeita. Ele fez um ótimo trabalho ontem e hoje e estou feliz por ele. Sobre minha corrida, minha roda dianteira direita se soltou após a minha primeira parada. Como não queria causar nenhum dano no carro, parei na grama."

"Senti que havia algo errado imediatamente após a curva três, quando forcei para virar à direita. Claro que isso foi um fim infeliz para o que poderia ser uma corrida legal e lamento pelos rapazes do time. Enfim, são coisas que fazem parte do automobilismo", completou o hepta campeão mundial.

 
 
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da China
Pilotos Michael Schumacher , Nico Rosberg
Tipo de artigo Últimas notícias