Vergne garante que briga com companheiro pouco importa

Piloto da Toro Rosso diz que ter um carro que não permita lutar por pontos é pior do que perder para Ricciardo

Ainda que as brigas entre companheiros de equipe estejam na moda nas discussões sobre Fórmula 1, o francês Jean-Eric Vergne garante não dar muita importância para o que acontece no box ao lado. O piloto da Toro Rosso, cujo companheiro é Daniel Ricciardo, diz preferir almejar mais alto do que apenas ficar à frente do outro carro da equipe.

“As pessoas querem inventar que há uma grande briga. Eu não ligo. Estou aqui para fazer meu trabalho e ter o melhor resultado para a equipe. Se eu for o piloto que consegue o melhor resultado para a equipe, então é definitivamente isso que eu quero. Se eu tiver o pior carro e sempre terminar em 17º e 18º, não ficaria feliz.”

Vergne conquistou, após duas etapas, o único ponto da Toro Rosso no campeonato, com o décimo lugar no GP da Malásia. “[Na Austrália], estava na frente de Daniel depois da classificação, mas estava muito irritado e triste porque não tinha ido para o Q3. A luta interna não é o suficiente para mim, quero performances melhores.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Daniel Ricciardo
Tipo de artigo Últimas notícias