Vergne rebate comissários nos EUA e classifica briga com Grosjean: 'Boa corrida'

Piloto francês acabou punido por conta da disputa com o compatriota da Lotus; Vergne chegou em nono

Vergne e Grosjean se envolveram em uma colisão nos EUA
O francês Jean-Eric Vergne terminou o Grande Prêmio dos Estados Unidos na nona colocação, mas encerrou como um dos protagonistas a corrida em Austin por conta de uma dura batalha contra o compatriota Romain Grosjean. 
 
[publicidade]A disputa acabou punida pela direção de prova com um Stop and Go; decisão questionada pelo representante da Toro Rosso.
 
“Eu vi a oportunidade de ultrapassar Romain e decidir ir. Quando ele fechou a porta, já era tarde. Ao final, essa corrida foi uma boa corrida. Você tem que lutar o máximo que puder. Eu gosto de lutar, e foi muito divertido”, declarou o piloto da Toro Rosso.
 
A manobra acabou condenada pela direção de prova em Austin. Consequentemente, Vergne perdeu a nona posição ao final do GP para Pastor Maldonado. 
 
Enquanto o francês da Toro Rosso tratou de se defender, Grosjean se mostrou incomodado com a ação de Vergne. Na colisão, o piloto da Lotus teve partes do carro danificadas e teve dificuldades para guiar até o final.
 
“Vergne quebrou minha asa dianteira e parte do meu assoalho, que tornou o carro muito difícil de guiar. Não estou feliz, porque o incidente me custou a oitava posição”, opinou um incomodado Grosjean.
 
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias