Verstappen admite que quis demais vitória na China

Piloto holandês diz que foi impaciente em ataques e diz que vitória de Ricciardo foi consequência

A estratégia da Red Bull no GP da China deu certo após o toque das duas Toro Rossos trazer o Safety Car para a pista. Com isso, Max Verstappen saiu dos boxes em quinto com a possibilidade de vencer a prova por ter os pneus mais novos.

No entanto, ele errou duas vezes, saindo da pista enquanto tentava passar Hamilton e depois batendo enquanto tentava passar Vettel.

Perguntado se achava que foi impaciente demais, Verstappen respondeu: "claro, não estou lá para terminar em quinto com o carro que tinha naquele momento. Talvez eu estivesse querendo a vitória demais. Talvez isso tenha me custado caro."

Ele chamou a vitória de Ricciardo de "consequência" de "alguns erros" de sua parte.

Verstappen se apressou em pedir desculpas a Vettel pela colisão, que levou o líder do campeonato mundial a chegar em oitavo lugar, admitindo que tais desculpas aos rivais "não acontecem com muita frequência, mas às vezes precisam ser feitas".

Ele sugeriu que o incidente com Hamilton foi desencadeado pelo piloto da Mercedes, mas entende o que houve.

"Foi uma boa chance, mas o que Lewis fez eu teria feito igual", disse Verstappen.

"No meio da curva, ele apenas me fez espalhar um pouco, eu fui para a parte suja enquanto acelerava, assim que tive que fazer uma correção, foi fácil de perder o carro. Mas foi justo."

Pai de Max, o ex-piloto de F1 Jos Verstappen disse depois da China que a manobra de seu filho em Vettel não funcionaria, e que Max "só precisa pensar mais".

Perguntado se ficou surpreso com as críticas da família, o jovem Verstappen respondeu: "claro que não, porque eu falei com ele, então eu sabia o que estava por vir”.

"Meu pai é o mais duro crítico que tenho no mundo, então se eu puder lidar com ele, posso lidar com qualquer um. Você não é perfeito, ninguém é perfeito, você pode melhorar. Estou muito feliz em ouvir e também melhorar.”

"Na China, o começo foi muito bom, consegui passar dois carros, o ritmo era bom e tudo estava indo muito bem.”

"Então, também não é um grande drama o que aconteceu na China. É claro que o resultado final não foi bom, mas você também tem que olhar para os pontos fortes.”

"Em geral em toda a temporada o ritmo foi bom, mas os resultados ainda não vieram."

Reportagem adicional por Adam Cooper

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Max Verstappen
Equipes Red Bull Racing
Tipo de artigo Últimas notícias