Verstappen: treino nos EUA foi “um dos meus piores” do ano

Holandês sentia que tinha ritmo suficiente para fazer frente a Vettel, que terminou com o segundo lugar no grid em Austin

Max Verstappen acredita que sua performance na classificação para o GP dos Estados Unidos foi uma de suas piores na temporada de 2017.

O piloto da Red Bull chegou ao treino já sabendo que perderia 15 posições por troca no motor. Contudo, ele ficou frustrado ao ser o sexto mais rápido no Q3, mesmo que tenha ficado menos de um décimo de segundo atrás de seu companheiro de equipe, Daniel Ricciardo.

“Cometi alguns erros no Q3, simples assim”, disse Verstappen às equipes de TV após o treino, adicionando que tinha o ritmo suficiente para fazer frente a Sebastian Vettel, segundo colocado.

“É fácil dizer agora que eu deveria estar lá, mas, se você comete dois erros razoáveis, não é o que você quer. Não estou feliz comigo mesmo. Foi um dos meus piores treinos classificatórios do ano.”

Verstappen explicou que cometeu erros a mais por ter tentado recuperar o tempo perdido que havia perdido no início de suas voltas.

“Estava difícil por lá. Você tenta um pouco mais na última volta, você tem um pouco de momento, e aí na próxima curva não vai bem. A volta está arruinada e aí você tenta recuperar o tempo perdido, mas trava a roda de novo. Isso não é ideal.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP dos Estados Unidos
Pista Circuit of the Americas
Pilotos Max Verstappen
Equipes Red Bull Racing
Tipo de artigo Últimas notícias