Veto da Mercedes a Red Bull estreita opções para Aston Martin

Decisão da Mercedes de não fornecer motores para a Red Bull no próximo ano deixou a Williams e Force India solitárias na luta para convencer a Aston Martin a patrociná-las

A Aston Martin estuda ingressar na Fórmula 1. O chefe da Red Bull, Christian Horner, propôs ao CEO da companhia inglesa, Andy Palmer, uma parceria comercial no começo do ano. Horner pensou que a união das marcas, como ocorre atualmente com a Infinity, poderia abrir caminho para os motores Mercedes na equipe, já que o time alemão é dono de 5% das ações da fabricante de carros de luxo inglesa.

No entanto, como o Motorsport relevou na segunda-feira, a Mercedes vetou uma possível parceria com a Red Bull. Portanto, a única saída da equipe é se aproximar da Ferrari como fornecedora de motores. O detalhe é que os cavalinhos rampantes são um dos maiores rivais da Aston Martin, o que tornaria a parceria com a Red Bull impossível.

As portas fechadas na Red Bull significam que os outros times equipados com motores Mercedes – Williams e Force India – agora têm muito mais chances de fechar um acordo com a Aston Martin, caso a empresa decida levar adiante o seus investimentos na Fórmula 1.

No entanto, depende do quanto de dinheiro a Aston Martin deseja injetar em uma equipe. No começo do ano, o CEO da empresa disse que havia fatores financeiros que tornavam o investimento “improvável”.

“O ponto final nesta discussão é que seria muito difícil. Nós, como companhia, não temos a quantidade de dinheiro necessária para entrar na Fórmula 1 e fazer um trabalho decente”, disse Palmer. “A menos que a gente possa desafiar a Ferrari de algum modo, eu não vejo a empresa ingressando na Fórmula .”

A Williams, por outro lado, disse que uma parceria com a Aston Martin seria boa, pelo fato de que as duas empresas são companhias tradicionais na Inglaterra. A chefe da Williams, Claire Williams, pensa que a união poderia funcionar bem, mas destacou:

“Todos sabem que eles estão falando com a Force India e todos sabem que nós temos um acordo de longa data com a Mercedes, e nós estamos felizes com a parceria no momento. E como não poderíamos, já que é o melhor motor do grid?”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes Force India , Williams
Tipo de artigo Últimas notícias