Vettel busca ter um "algo mais" para se firmar entre os grandes

Alemão quer aprender com nomes como Michael Schumacher, Roger Federer e Tiger Woods para se manter no topo

Para Vettel, o campeão sempre faz por merecer

Pilotar rápido, Sebastian Vettel já mostrou que sabe. Agora, o bicampeão mais jovem da história da F-1 procura inspiração para encontrar o que chama de “algo mais”, aquilo que mantém, segundo ele, os grandes campeões no topo.

“Vejo vários esportistas que podem servir de inspiração e motivação. Acredito que Michael [Schumacher] seja um grande esportista – e não há dúvidas de que é um grande piloto. Mas também em outras modalidades, há pessoas como Roger Fededer ou Rafael Nadal no tênis e – você pode pensar o que quiser sobre sua vida particular – mas Tiger Woods, no golf.”

Para Vettel, para ter tanto sucesso no esporte, é preciso mais do que preparação técnica e física.

“Esses caras têm algo extra. Há um motivo pelo qual, de 10 Grand Slams, eles ganham nove. É claro que jogam muito tênis, mas tem algo mais. Esse algo a mais é importante quando você quer alcançar o topo e continuar lá.”

Um bom exemplo de como Vettel não se preocupa apenas com sua pilotagem foi a postura após o abandono no GP de Abu Dhabi. O alemão estudou a telemetria, conversou com os mecânicos sobre os danos do carro e depois foi ao pit wall. Também, pudera: para ele, é quem trabalha mais que merece ser campeão.

“Gostaria de chegar lá, mas não é fácil. É só falar com esses caras que mencionei e eles vão dizer o que é preciso. Não é algo que simplesmente acontece com você. No final das contas, todos que ganham corridas e campeonatos mereceram. Aquele que trabalha mais duro consegue criar sua própria sorte. Há sempre um motivo e em 99,9% das vezes, o vencedor fez por merecer.”

(colaborou Luis Fernando Ramos)

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Sebastian Vettel
Tipo de artigo Últimas notícias