Vettel celebra "estratégia fantástica" para ser segundo

Alemão, que largou em décimo, sobreviveu ao strike na largada e parou uma vez a menos que rivais para chegar ao pódio

Definindo o GP da Bélgica como uma “corrida maluca”, Sebastian Vettel celebrou o sucesso da estratégia de uma parada e as disputas na pista, que lhe deram o segundo lugar. O piloto da Red Bull, que havia largado em 10º e perdera duas posições após um início ruim, foi alçado à vice-liderança do Mundial, a 24 pontos de Fernando Alonso.

“Obviamente, foi uma corrida louca. Minha largada não foi muito boa e muitos carros que escaparam na primeira curva”, contou. "Não tive uma boa largada. Acho que era o único que não conseguiu ganhar posições na primeira curva, perdi muito na largada. Estávamos até atrás de uma Caterham, atrás de Heikki (Kovalainen). Tivemos que lutar para voltar, o que não foi fácil, mas eu gostei muito e a estratégia foi muito boa e tínhamos um bom ritmo. Depois de uma classificação ruim, o carro pareceu muito bom na corrida."

Vettel acredita que a estratégia de parar uma vez a menos que os rivais tenha sido fundamental para chegar ao pódio.

“Acho que foi a decisão certa ficar na pista. Foi uma estratégia fantástica e o carro estava muito bom na corrida e nos deu a chance de ter uma prova com muitas disputas. Tive brigas com muita gente, com o Michael, me diverti muito. Mal posso esperar para voltar ano que vem. Este circuito é inacreditável.”

Falando ao público nas arquibancadas, o alemão agradeceu à presença, especialmente nos treinos de sexta-feira, quando um aguaceiro fez com que houvesse pouca ação na pista. “Depois de um começo ruim, especialmente para a torcida por causa da chuva, conseguimos fazer uma grande prova.”

Webber não teve uma boa prova e culpou a falta de velocidade em reta de seu RB8 pela má colocação. “A largada foi bem confusa com o que aconteceu na La Source. Fomos para a corrida mas já no início pareceu a nós que seria bem difícil de ultrapassar. Eu e Vettel tivemos uma pequena batalha, que foi boa – mas depois de tudo não foi possível lutar com mais ninguém nas retas. Tentamos passar alguns carros parando cedo, mas logo que voltamos tivemos Petrov na frente que nos atrapalhou”, disse Mark, o sexto.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Bélgica
Pilotos Mark Webber , Sebastian Vettel
Tipo de artigo Últimas notícias