Vettel detona formato agregado de treino: “ideia de m...”

Piloto alemão não acredita que formato proposto por Ecclestone e Todt seja o melhor caminho para Fórmula 1

Depois de mais uma classificação ruim no sábado com o novo formato de eliminação, a Fórmula 1 estuda alterar seu sistema novamente. Desta vez, a proposta de Jean Todt e Bernie Ecclestone para decidir o grid seriam duas voltas rápidas somadas em cada parte do treino (Q1, Q2 e Q3) para decidir a classificação.

A ideia nem foi posta em prática mas já tem críticos. O mais importante deles é o tetracampeão Sebastian Vettel.  

"É hora de ir para o circo", disse Vettel à TV Sky Sports quando perguntado sobre o novo sistema proposto.

"É uma boa ideia se você quer que apenas coisas aleatórias aconteçam, mas a Fórmula 1 tem de ser corrida. É uma ideia de merda."

Sistema agregado já falhou

Se o sistema for aprovado, não será a primeira vez que Fórmula 1 terá um formato de classificação agregada. Em 2005, o grid era decidido pelo agregado de duas voltas de classificação, uma no sábado e outra no domingo.

O sistema foi abandonado depois de seis corridas, no entanto.

Daniel Ricciardo também acha que o sistema agregado seria errado para a Fórmula 1.

"A classificação tem que ser uma volta, uma volta perfeita", disse o australiano. "Ter um agregado começa a soar mais como corridas de resistência ou algo assim. Eu não estou muito interessado nisso.”

Jenson Button, da McLaren, no entanto, acredita que qualquer mudança será para melhor, dado o fracasso do formato de eliminação atual.

"Nós vamos tentar. É tudo o que podemos dizer. É melhor do que este, qualquer coisa acho melhor do que este.”

"Se os pilotos correrem de olhos fechados é melhor do que isso."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias