Vettel: "Deveria ter me comportado. Cometi um grande erro"

Alemão atacou e passou o companheiro Mark Webber mesmo com instrução da equipe para manter as posições

A julgar pelas expressões sérias do vencedor Sebastian Vettel, do segundo colocado Mark Webber e do projetista Adrian Newey no pódio, o GP da Malásia está longe de terminar na Red Bull. O desconforto com a briga entre os companheiros, que durou toda a prova e foi decidida entre as voltas 41 e 42, quando o alemão ultrapassou o australiano após uma dura disputa, era claro.

O piloto chegou a pedir para que o time invertesse posições em determinado momento da prova, mas ouviu resposta negativa. “Tenha paciência, estamos na metade do GP”, disse seu engenheiro. Após a última parada, quando ainda estava atrás do companheiro, Vettel ignorou a ordem da equipe de manter as posições e ultrapassou Webber.

“Minha intenção não era ignorar o pedido, caso contrário, por que me arriscaria tanto para passá-lo? [Ignorei a ordem] porque estraguei tudo. Gostaria de aparecer com uma boa desculpa ou com uma boa história agora, mas não consigo. Essa é a verdade.”

“Entendo completamente a frustração de Mark e o fato da equipe não estar feliz com o que fiz hoje. Preciso me explicar para ele e para toda a equipe mas, no momento, não há nada mais que possa dizer. Obviamente, vou tentar explicar depois. Falamos sobre isso sempre antes da corrida. Raramente acontece, mas hoje aconteceu e eu deveria ter agido conforme o pedido. Ouvi a mensagem, mas não compreendi direito.”

“Não estou feliz [por ter ganhado]. Cometi um erro e, se pudesse voltar atrás, voltaria. Não me sinto muito bem e não vai ser fácil dormir. Preciso me desculpar ao Mark e à equipe. Deveria ter me comportado. Cometi um grande erro. Não é uma vitória de que me orgulho, ela era de Mark”.

O chefe da Red Bull, Christian Horner, chamou a decisão do piloto de "boba" e afirmou que o time lhe havia dado uma "instrução clara" para manter posições. "Deixamos os pilotos disputarem até o último pit stop. Naquele momento, o interesse dos pilotos se tornou maior do que da equipe.”

Líder do campeonato após dois pódios nas duas primeiras provas do ano, Vettel tem 40 pontos, contra 31 de Kimi Raikkonen. O alemão, porém, acredita que é cedo para pensar no tetra.

“É bom marcar pontos neste momento do campeonato, mas é muito cedo para pensar em título. Foi uma boa corrida da equipe e mostramos um ritmo melhor com os pneus até do que esperávamos.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Malásia
Pilotos Sebastian Vettel
Tipo de artigo Últimas notícias