Vettel diz que advertência no Japão foi "uma piada"

Alemão não gostou de reprimenda levada em Suzuka por não ter acompanhado hino

Sebastian Vettel permaneceu em seu carro durante a cerimônia de execução do hino nacional japonês, já que os mecânicos da Ferrari trabalhavam a toda velocidade para resolver um problema de vela de ignição, que mais tarde o tirou da corrida.

Como já era a segunda repreensão do piloto da Ferrari na temporada de 2017, a decisão de Suzuka pelos comissários da FIA significou que ele está se aproximando de uma punição de 10 lugares de grid.

O alemão acha que os comissários poderiam ter sido mais simpáticos.

"Eu não entendi", disse Vettel quando perguntado sobre o incidente.

"Claro que eu estava um pouco atrasado, mas por metade do hino eu estava lá. Fiquei surpreso quando ouvi dizer que fui repreendido por isso."

"A regra é clara, mas bem... Talvez eu deveria ter afastado o cara à minha frente e não esperar até que ele tenha terminado o que ele foi fazer no banheiro!"

"Uma piada, mas tudo bem".

 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Sebastian Vettel
Equipes Ferrari
Tipo de artigo Últimas notícias