Vettel diz que precisa "proteger" Ferrari após novo revés

Alemão afirma que sabe que novas críticas virão, após GP do Japão

As esperanças de título de Sebastian Vettel sofreram novo golpe no GP do Japão, quando foi forçado a abandonar no início, com uma falha na vela de ignição.

Após as falhas de motor que os dois carros da Ferrari sofreram na Malásia, o último problema técnico deixou as esperanças do campeonato mais difíceis de se concretizar.

Apesar de dizer que o que aconteceu no Japão "machucou", Vettel sentiu que seria errado criticar a equipe por tudo o que havia dado errado.

"É normal que você seja crítico, especialmente se as coisas derem errado, então faz parte do nosso trabalho", disse Vettel à Sky Sports.

"Acho que preciso protegê-los. Fizemos um trabalho incrível até agora. É, obviamente, uma pena as duas últimas corridas com os problemas de confiabilidade, mas você sabe, é assim às vezes."

"É claro que machuca e todos estamos desapontados. Mas agora precisamos voltar, descansar e depois ir para as quatro últimas corridas e ver o que acontece."

O fracasso de Vettel, aliado à vitória do rival Lewis Hamilton no Japão, deixa o campeonato muito próximo da decisão. O alemão agora está a 59 pontos atrás do inglês, restando quatro corridas, o que significa que o título já pode ser definido em Austin.

Mas, apesar da tarefa árdua que enfrenta, Vettel disse que não desistirá ainda.

"Ainda temos uma chance... mas sim, obviamente, não tem tanto controle quanto gostaríamos", disse ele. "Mas, no geral, a equipe está bem e estamos melhorando corrida por corrida."

"Acho que fomos muito mais longe do que as pessoas pensavam. Então, também há alguns aspectos positivos, mas, com certeza, agora você não olha os aspectos positivos porque não é o dia de olhar para os aspectos positivos."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Japão
Pista Suzuka
Pilotos Sebastian Vettel
Equipes Ferrari
Tipo de artigo Últimas notícias