Vettel: “Eu não me desculpei por vencer após o GP da Malásia”

Alemão diz que ama correr e faz isso para ganhar, no entanto confessa que errou ao se colocar acima dos interesses do time

Vettel tenta investida em Webber na Malásia

Após a grande polêmica no GP da Malásia, quando, após desrespeitar ordens expressas do box da Red Bull para não passar o companheiro Mark Webber após os últimos pits stops, Sebastian Vettel ganhou a prova, o alemão comentou hoje em Xangai seu pedido de desculpas público na coletiva após a corrida em Sepang, há pouco mais de duas semanas.

“Não me desculpei por vencer”, falou. “Acho que é por isso que as pessoas me empregam em primeiro lugar, e por que estou aqui. Eu amo correr e isso é o que eu faço.”

“Na Malásia ficamos surpresos em estarmos no topo. Durante a corrida inteira trabalhamos bem com os pneus. Isso as pessoas esquecem.”

Após sofrer na corrida da Austrália, a equipe tinha uma sólida dobradinha em Sepang após as primeiras voltas corridas em pista molhada. A equipe mandou que não disputassem as posições e apenas trouxessem seus carros para a bandeirada. Mas Vettel tentou passar Webber, ato que seu chefe, Christian Horner, chegou a chamar de “bobo” durante a prova.

O alemão explicou: “Me desculpei por me colocar acima do time, o que eu não deveria fazer. Não há muito mais para dizer”.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Sebastian Vettel
Tipo de artigo Últimas notícias