Vettel: Ferrari está “0s3, 0s4” atrás da Mercedes

compartilhar
comentários
Vettel: Ferrari está “0s3, 0s4” atrás da Mercedes
Valentin Khorounzhiy
Por: Valentin Khorounzhiy
5 de abr de 2018 15:56

Alemão acredita que diferença vista na classificação da Austrália não reflete realidade, mas vê rivais com vantagem clara

Race winner Sebastian Vettel, Ferrari, celebrates on arrival in Parc Ferme
Sebastian Vettel, Ferrari SF71H
Race winner Sebastian Vettel, Ferrari celebrates on the podium
Sebastian Vettel, Ferrari SF71H, takes the chequered flag for victory
Sebastian Vettel, Ferrari SF71H
Kimi Raikkonen, Ferrari
Sebastian Vettel, Ferrari
Sebastian Vettel, Ferrari
Kimi Raikkonen, Ferrari

Sebastian Vettel, da Ferrari, acredita que a Mercedes possui uma vantagem de “0s3, 0s4” para seu rival mais próximo depois da corrida de abertura da F1 em 2018, em Melbourne.

Vettel venceu o GP da Austrália ao se beneficiar de um safety car virtual no tempo exato, o que foi suficiente para que ele superasse Lewis Hamilton. Contudo, o alemão admitiu que tratou-se de um triunfo “com sorte” e que a Ferrari ainda não está no páreo para fazer frente à Mercedes. 

Antes da segunda prova do ano, no Bahrein, Vettel fez uma estimativa da vantagem de ritmo da Mercedes sobre Ferrari e Red Bull.

“Se você olhar para o ritmo – testes, a primeira corrida -, fica bastante claro que a Mercedes é a mais rápida, provavelmente com uma diferença de 0s3, 0s4”, disse o alemão. 

“Isso também foi o que vimos na corrida. Lewis estava controlando o ritmo no começo e, depois, forçou quando teve de forçar.”

“Ele tinha, obviamente, o tempo na mão. Acho que essa é a resposta mais justa. E, então, acho que é muito parelho atrás deles.”

Hamilton conquistou a pole com uma margem de 0s664 sobre Kimi Raikkonen, também da Ferrari, mas Vettel está convencido de que isso não reflete verdadeiramente a diferença – já que ele e Max Verstappen, da Red Bull, deveriam estar mais próximos do inglês. 

Questionado se a sua estimativa era para classificação ou corrida, ele respondeu: “É no geral. Acho que na classificação [da Austrália] a diferença foi um pouco maior do que deveria ter sido.”

“Acho que, se você olhar para a sessão novamente, é bem claro que no Q2, em particular, a Mercedes e Lewis não acertaram a volta, e no Q3 ele acertou.”

“E acho que Max teve um pequeno erro no Q3, e eu tive um pequeno erro, então deveríamos estar um pouco mais próximos. Sim, acho que essa é a diferença que vimos na classificação e na corrida, então é para ambos.”

Já Raikkonen disse que possui “zero interesse” em tentar adivinhar o quanto que a Ferrari está atrás da Mercedes – e insistiu que a margem da pole de Hamilton na Austrália não era tão importante. 

“Você pode ficar adivinhando o quanto quiser, mas veremos neste fim de semana onde estamos”, disse o campeão de 2007. 

“Tenho zero interesse em ficar adivinhando onde estamos, ou qual é a diferença em classificação. Há muitas coisas que mudam isso, e faremos nosso melhor. Aí veremos onde ficamos na classificação e na corrida.”

“A parte mais importante é o domingo após a corrida, seja lá onde terminemos. Estou feliz em estar 2s atrás se vencermos em todos os domingos. Não ligo. O sábado é bem irrelevante, de certa forma.”

Reportagem adicional de Roberto Chinchero e Jonathan Noble

 

Próxima Fórmula 1 matéria
Kimi não se importa com futuro da F1: “não estarei aqui”

Previous article

Kimi não se importa com futuro da F1: “não estarei aqui”

Next article

Williams promete não repetir erros de Melbourne no Bahrein

Williams promete não repetir erros de Melbourne no Bahrein