Vettel: “Foi uma loteria, mas dava pra chegar no Alonso”

Piloto da Red Bull lamenta erros e tempo perdido atrás do Webber. Além disso, reconhce que estratégia de Alonso pode ter sido melhor

Vettel não ficou satisfeito com o 2º lugar

Atrás de sua primeira vitória em casa, Sebastian Vettel largará em segundo lugar amanhã, mas acredita que tinha condições de fazer a pole hoje, no circuito de Hockenheim. O alemão lamentou os erros cometidos, o tempo perdido atrás do companheiro e um possível equívoco na estratégia – Alonso colocou pneus novos durante o Q3 e fez o melhor tempo. “Foi uma loteria, mas era possível chegar no tempo do Alonso. Talvez a estratégia dele tenha sido melhor, mas vamos largar na parte de dentro e ver o que dá para fazer”, considerou o atual bicampeão do mundo.

Em uma de suas últimas tentativas de fazer uma volta rápida, Sebastian ficou preso atrás do companheiro Mark Webber e chegou a reclamar pelo rádio. Após o treino, Vettel evitou o tom crítico. “Provavelmente ele não me viu, não dava para ver nada no espelho. E faltando duas voltas para acabar o treino, ninguém vai tirar o pé para deixar o outro passar. Mas realmente perdi tempo atrás do Webber”, explicou o piloto, que também admitiu que não fez uma volta perfeita. “A pista estava melhor, mas minha última volta não foi limpa, cometi dois ou três erros. É fácil perder o carro nos rios que se formam no asfalto”, comentou.

Sobre o equilíbrio de forças para a corrida, Vettel considera que Ferrari e Red Bull não são as únicas favoritas. “Há outras equipes que podem lutar. Não podemos desconsiderar a McLaren, que estava forte no início do treino. Não sei o que aconteceu com eles no Q3, quando colocaram os pneus de chuva. A Lotus também é sempre forte na corrida. O importante é que estamos consistentemente fortes, conseguindo chegar sempre entre os três primeiros”, definiu.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Alemanha
Pilotos Sebastian Vettel
Tipo de artigo Últimas notícias