Vettel lamenta ter perdido a terceira colocação no grid e espera por pódio

À frente da Williams em quase todos os treinos, alemão acredita que as duas Ferraris poderiam estar na 2ª fila

Após a classificação para o GP da Austrália de F1, o alemão Sebastian Vettel diz que a equipe Ferrari tinha potencial para estar com os dois carros na segunda fila e lamentou o fato de ter perdido a terceira posição para Massa.

[publicidade]Não muito satisfeito com seu quarto lugar no grid, o tetracampeão mundial, avalia seu desempenho: “Vamos manter os pés no chão. Até agora, este fim de semana está sendo bom e nós não tivemos problemas com o carro. É uma pena que o terceiro lugar nos escapou, mas não foi por muito e, afinal a corrida é amanhã. Perdemos o terceiro lugar, porque a minha primeira tentativa não foi rápida o suficiente: eu não estou muito satisfeito comigo mesmo, porque ainda havia algum desempenho a ser encontrado, o que significaria que eu teria qualificado uma posição a frente. Em termos de estratégia, talvez poderíamos ter feito algo diferente, mas, basicamente, o resultado é ruim para mim. Acho que para amanhã, um pódio é uma meta realista”, diz o piloto

Largando na quinta posição Kimi Raikkonen também acredita que a equipe poderia ter ido melhor e confia na estratégia para a prova: “Na minha volta rápida, perdi em torno a três décimos na curva 3 e, em seguida, eu cometi erro em duas curvas. Sabíamos que não podiamos lutar contra as Mercedes, pelo menos não na qualificação de hoje, mas o terceiro lugar no grid era possível. Em qualquer caso, durante os treinos livres, vimos que nossos longos turnos são muito bons, por isso, pode ter certeza de ter uma boa corrida. Tudo o que precisamos fazer é obter um bom começo e, em seguida, dar o nosso melhor, mas acho que podemos lutar por uma boa posição. Como uma equipe, estamos a trabalhar bem juntos e temos uma imagem muito clara da situação. Sabemos que somos rápidos, mas precisamos melhorar em todos os setores e, como para mim mesmo, eu tenho que guiar melhor”, acrescenta.

A Ferrari busca ser a segunda força da Fórmula 1 nesta temporada, já que, parece unânime que a Mercedes terá mais um ano de favoritismo.
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias