Vettel supera batida e jogo da Ferrari para se tornar tricampeão da Fórmula 1

compartilhar
comentários
Vettel supera batida e jogo da Ferrari para se tornar tricampeão da Fórmula 1
Por: Bruno Vicaria
25 de nov de 2012 15:49

Piloto alemão realizou corrida dramática de recuperação, terminando em sexto e entrando na turma de Senna, Piquet, Stewart e cia.

Romper lacre de câmbio, ordenar troca de posições. Fernando Alonso fez de tudo na temporada 2012 para conquistar seu terceiro título mundial, mas nada disso foi suficiente para impedir Sebastian Vettel de ser o tricampeão mais jovem da história da Fórmula 1.

Foi uma corrida digna de um final de Hollywood, com muito drama, chuva, acidentes e grandes disputas - um cenário que, a princípio, parecia completamente favorável ao piloto espanhol, mas que acabou destruído pela perícia e talento do representante da Red Bull.
 
O tri, no entanto, veio com muito, mas muito sofrimento. Logo na largada, após uma partida muito ruim, Vettel acabou atingido por Bruno Senna, que decolou na traseira dele e de Sergio Perez, e caiu para a última posição. Com presença de chuva, que caía e cessava, o alemão foi escalando novamente o pelotão até chegar no "top 10", se estabelecendo em sexto após o incidente envolvendo os líderes Lewis Hamilton e Nico Hulkenberg.
 
Hulk, de despedida da Force India, e Lewis, saíndo da McLaren, brigavam de forma espetacular para ver quem ficaria em primeiro, até que o alemão derrapou demais na tentativa de ultrapassagem no "S" do Senna, tocou no inglês e rodou, na hora em que a chuva apertou - configuração que se manteve até a bandeirada. Com a suspensão avariada, Hamilton abandonou; Hulkenberg, por sua vez, recebeu um drive-through.
 
Além de travar grandes e perigosas disputas, Vettel ainda contou com um pit stop muito lento e a quebra do rádio - o time conseguia falar com ele, mas o piloto não conseguia responder. Lá na frente, Massa, o segundo, cedia a posição a Alonso após fazer uma grande largada e imprimir um bom ritmo. Mesmo com a troca, o espanhol não conseguiu a pontuação suficiente para superar o alemão na tabela de tempos. No fim, Vettel ficou com 281, contra 278 de Alonso.
 
A disputa acabou encerrada de uma forma não esperada: Paul di Resta, que estava em oitavo, arrebentou seu carro na Curva do Café, provocando a entrada do safety car na penúltima volta. A Direção de Prova apenas seguiu o protocolo e Vettel precisou apenas cruzar a linha de chegada para confirmar o tricampeonato.
 
Massa fechou o ano com um merecido pódio em casa, seguido de Mark Webber, Hulk e Vettel. Michael Schumacher se despediu da Fórmula 1 em sétimo, logo à frente de Jean-Eric Vergne, Kamui Kobayashi e Kimi Raikkonen. Confira o resultado final da prova e do campeonato:
 
Corrida
1. Jenson Button (ING/McLaren), 71 voltas em 1h45min22s656
2. Fernando Alonso (ESP/Ferrari), a 2s754
3. Felipe Massa (BRA/Ferrari), a 3s615
4. Mark Webber (AUS/Red Bull), a 4s936
5. Nico Hulkenberg (ALE/Force India), a 5s708
6. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull), a 9s453
7. Michael Schumacher (ALE/Mercedes), a 11s900
8. Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso), a 28s600
9. Kamui Kobayashi (JAP/Sauber), a 31s200
10. Kimi Raikkonen (FIN/Lotus), a 1 volta
11. Vitaly Petrov (RUS/Caterham), a 1 volta
12. Charles Pic (FRA/Marussia), a 1 volta
13. Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso), a 1 volta
14. Heikki Kovalainen (FIN/Caterham), a 1 volta
15. Nico Rosberg (ALE/Mercedes), a 1 volta
16. Timo Glock (ALE/Marussia), a 2 voltas
17. Pedro de la Rosa (ESP/HRT), a 2 voltas
18. Narain Karthikeyan (IND/HRT), a 2 voltas
19. Paul di Resta (ESC/Force India), a 3 voltas
 
Abandonos
Lewis Hamilton (ING/McLaren), 55/acidente
Romain Grosjean (FRA/Lotus), 6/acidente
Pastor Maldonado (VEN/Williams), 2/acidente
Bruno Senna (BRA/Williams), 1/acidente
Sergio Perez (MEX/Sauber), 1/acidente
 
Melhor volta: Lewis Hamilton (ING/McLaren), 1min18s069 (volta 38)
 
Classificação final de pilotos
1. Sebastian Vettel, 281 pontos
2. Fernando Alonso, 278
3. Kimi Raikkonen, 207
4. Lewis Hamilton, 190
5. Jenson Button, 188
6. Mark Webber, 179
7. Felipe Massa, 122
8. Romain Grosjean, 96
9. Nico Rosberg, 93
10. Sergio Perez, 66
11. Nico Hulkenberg, 63
12. Kamui Kobayashi, 60
13. Michael Schumacher, 49
14. Paul di Resta, 46
15. Pastor Maldonado, 45
16. Bruno Senna, 31
17. Jean-Eric Vergne, 16
18. Daniel Ricciardo, 10
 
Classificação final de equipes
1. Red Bull, 460
2. Ferrari, 400
3. McLaren, 378
4. Lotus, 303
5. Mercedes, 142
6. Sauber, 126
7. Force India, 109
8. Williams, 76
9. Toro Rosso, 26
10. Caterham, 0
11. Marussia, 0
12. HRT, 0
Próxima Fórmula 1 matéria
Barrichello: "Estive na Caterham, mas apenas para visitar Kovalainen"

Previous article

Barrichello: "Estive na Caterham, mas apenas para visitar Kovalainen"

Next article

"Essa corrida poderia ter acabado diferente para mim", diz Massa

"Essa corrida poderia ter acabado diferente para mim", diz Massa
Load comments