Vettel supera trauma da curva 4 e chega em quinto no Brasil

Alemão se viu em mesma situação que quase o complicou na caminhada para o tricampeonato de 2012

Em uma das decisões de campeonato mais dramáticas dos últimos anos, Sebastian Vettel se viu em último lugar após rodar na curva 4 na primeira volta do GP do Brasil. Neste domingo, o alemão acabou estando em situação parecida e não deixou de relembrar.

[publicidade] “Eu tive uma boa largada, mas não tinha para onde ir na primeira curva. E então na curva quatro talvez não tenha tido as melhores das lembranças de dois anos atrás. Não sabia o quão agressivo Kevin [Magnussen] seria e deixei um pouco de espaço demais, perdi o carro e escapei, perdendo posições porque não consegui retomar a potência assim que saí da curva.”

Não foi uma experiência tão dramática quanto em 2012, mas o suficiente para o alemão perder duas posições, para o dinamarquês e Fernando Alonso. “Perdi o embalo e tive de lutar duro para ganhar as posições de volta.”

Preso atrás de Alonso, o alemão contou com uma boa estratégia da Red Bull, que antecipou sua segunda parada para tirá-lo do tráfego. Daí em diante, mostrou um bom ritmo para chegar em quinto.

Seu companheiro, por sua vez, abandonou por um problema na suspensão. Quando Daniel Ricciardo freou para o S do Senna, sofreu uma quebra no freio, efeito de uma quebra que ainda está sendo investigada pela equipe. “Não sabemos qual foi a causa. Colocamos as peças em quarentena para estudar se houve algum toque anterior para entender o que aconteceu”, explicou o chefe da Red Bull, Christian Horner.
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias