Vettel volta a vencer e Raikkonen e Grosjean levam Lotus ao pódio

Alemão é quarto vencedor diferente na temporada 2012, em dia em que carros pretos e dourados roubaram a cena

Vettel venceu pela primeira vez na temporada

A quarta etapa do campeonato viu o quarto vencedor diferente: Sebastian Vettel venceu de ponta a ponta o GP do Bahrein. Mas a vida do alemão não foi fácil: na metade do final da prova, o alemão sofreu a pressão de Kimi Raikkonen, que havia largado em 11º. Confirmando o bom dia para a Lotus, que ocupou o pódio com dois pilotos pela primeira vez desde 1979, Romain Grosjean obteve seu primeiro pódio na F-1. 

Se a expectativa para os brasileiros era ver Felipe Massa sofrendo com o desgaste de pneus da Ferrari e a Williams crescendo na prova, a tendência se inverteu. Massa marcou o primeiros pontos no campeonato, em em nono, enquanto Senna passou praticamente a prova inteira em 15º. Acabou abandonando faltando duas voltas.

Vettel pulou na ponta, à frente de Hamilton e Webber. Quem não veio junto foi Button, que caiu para sexto. Boas largadas colocaram Grosjean em quarto e Alonso em quinto. Raikkonen, Rosberg, Massa, e Perez completavam o top 10. Bruno Senna também largou bem e ganhou cinco posições.

Massa superou Rosberg, aproveitando uma briga da Mercedes com a Lotus na primeira volta, e Raikkonen, mas na volta 5 o finlandês deu o troco. Grosjean também passou Webber com certa facilidade e foi para cima de Hamilton. Enquanto isso, Vettel pulada tranquilo na ponta. Na sétima volta, o francês superou o inglês.

Na mesma volta, a outra Lotus superou a outra McLaren: Raikkonen passou Button pelo sexto lugar. O inglês já reclamava, na volta oito, de desgaste nos pneus traseiros. Duas voltas depois, a vítima foi Alonso, no momento em que os primeiros carros faziam sua parada (Button, Massa e Rosberg). Na parada, o brasileiro perdeu a posição para o alemão.

Na volta seguinte, foi a vez de Webber, Alonso e Hamilton. O inglês perdeu tempo nos pits e voltou à pista lutando com Rosberg. O alemão o puxou para fora da pista, mas ainda assim o piloto da McLaren conseguiu a ultrapassagem.

Alonso voltou à pista lutando com Button, conseguindo a ultrapassagem depois de duas voltas. O espanhol também seria superado por Hamilton voltas depois. Aguentando na pista, Di Resta chegou a liderar a prova, até ser superado por Vettel, que havia parado. Um pouco mais atrás, Raikkonen superou Webber. Com isso, após as paradas, Vettel continuava na frente, 5s à frente de Grosjean, seguido por Raikkonen, Webber, Button, Hamilton, Alonso, Rosberg, Massa e Perez.

Bruno não conseguia avançar no pelotão. O brasileiro se mantinha em 15º, lutando com a Toro Rosso de Vergne e a Sauber de Kobayashi.

Na volta 23, Raikkonen, carro mais rápido da pista, passou Grosjean, no momento em que a segunda rodada de pits começou. Novamente, a McLaren errou com Hamilton, que perdeu posições para Alonso, Rosberg e Massa. Em um repeteco da luta com Hamilton na primeira parada, Rosberg voltou brigando com Alonso e também jogou o espanhol para fora da pista.

O segundo stint foi marcado pela aproximação de Raikkonen em cima de Vettel. O finlandês, que estava mais de oito segundos atrás antes da segunda parada, ganhou bastante ao parar uma volta antes e, na volta 33, já estava na zona de DRS.

A terceira rodada de paradas começou na volta 37, com Hamilton e Rosberg. Button e Alonso pararam logo depois e Massa, na seguinte. Com isso, o inglês passou o brasileiro. Vettel e Raikkonen pararam juntos, mas a Red Bull foi ligeiramente mais rápida e o alemão ganhou um respiro na ponta.

Nas paradas, Rosberg pulou na frente de Button, em sexto. Grosjean seguia em terceiro e Webber na mesma quarta posição das três primeiras provas. A surpresa do dia era Di Resta, se colocando em quinto com uma parada a menor. Atrás de Button, Alonso era oitavo. Hamilton e Massa completavam o top 10. Já Senna seguia em 15º, passando toda a prova entre Hulkenberg e Vergne.

Nas voltas finais, Rosberg passou Di Resta para chegar em quinto. Na ponta, Raikkonen não conseguiu se aproximar de Vettel e teve de se contentar com o segundo posto. Com duas voltas para o final, Button teve de trocar um pneu furado e acabou abandonando na penúltima volta.

Confira o resultado da prova:

 

1. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull-Renault) - 1h35:10.990
 2. Kimi Raikkonen (FIN/Lotus-Renault), a 3.300
 3. Romain Grosjean (FRA/ Lotus-Renault ) a 10.100
 4. Mark Webber (AUS/Red Bull-Renault) a 38.700
 5. Nico Rosberg (ALE/Mercedes) a 55.400
 6. Paul Di Resta (ESC/Force India-Mercedes) a 57.500
 7. Fernando Alonso (ESP/Ferrari) a 57.800
 8. Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes) a 58.900
 9. Felipe Massa (BRA/Ferrari) a 1:04.900
10. Michael Schumacher  (ALE/Mercedes) a 1:11.400
11. Sergio Perez  (MEX/Sauber-Ferrari) a 1:12.700
12. Nico Hulkenberg  (ALE/Force India-Mercedes) a 1:16.500
13. Jean-Éric Vergne (FRA/Toro Rosso-Ferrari) a 1:30.300
14. Kamui Kobayashi (JAP/Sauber-Ferrari) a 1:33.700
15. Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso-Ferrari) a 1 volta
16. Vitaly Petrov  (RUS/Caterham-Renault) a 1 volta
17. Heikki Kovalainen (FIN/Caterham-Renault) a 1 volta
18. Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) a 1 volta (abandonou)
19. Timo Glock  (ALE/Marussia-Cosworth) a  2 voltas
20. Pedro De la Rosa  (ESP/HRT-Cosworth) a 2 voltas
21. Narain Karthikeyan (IND/HRT-Cosworth)  a 2 voltas
22. Bruno Senna  (BRA/Williams-Renault) a 3 voltas (abandonou)
 
Não completaram:
Pastor Maldonado (VEN/Williams-Renault) a 32 voltas
Charles Pic (ALE/Marussia-Cosworth) a 33 voltas
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Bahrein
Tipo de artigo Últimas notícias