Villeneuve: Stroll precisa de um parceiro mais lento em 2018

Campeão mundial de 1997 diz que não viu grande progresso no desempenho de seu compatriota: “Ele se mostrou melhor que isso em outras categorias”

De acordo com Jacques Villeneuve, campeão mundial de F1 em 1997, Lance Stroll precisa de um companheiro de equipe mais lento para melhorar sua performance na categoria.

O piloto da Williams vinha em 14º, mas acabou em 16º no GP do Brasil após sofrer um problema com o pneu e ter sido obrigado a fazer um pitstop extra.

Seu companheiro de equipe, Felipe Massa, que se aposentará da F1 no fim da temporada, terminou em sexto. Assim, ele ultrapassou Stroll no campeonato, a uma corrida para o fim.

“Não foi impressionante. Ele estava para levar uma volta do companheiro de equipe”, analisou Villeneuve ao Motorsport.com.

“Aí ele sofreu um furo de pneu, então pelo menos tem uma desculpa. Mas não é um fim de semana para se lembrar.”

Stroll teve um começo difícil de temporada, onde não conseguiu completar as suas primeiras três provas. Seus primeiros pontos vieram no Canadá, com um pódio na corrida seguinte, em Baku.

Mas Villeneuve disse: “Não podemos olhar só para os pontos. Temos de olhar o ritmo. Não temos visto um real progresso.”

“Algo precisa acontecer durante a pré-temporada, porque ele tem sido melhor que isso em outras categorias.”

“Ele precisa descobrir algo. Talvez um novo companheiro de equipe seja útil.”

Quando questionado sobre o que seria necessário, Villeneuve disse: “Ter um companheiro de equipe mais lento. Ele precisa arrumar um jeito de ir mais rápido.”

Stroll deve permanecer na Williams por pelo menos mais dois anos, sendo que o time deverá apontar um novo companheiro de equipe para 2018.  

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Lance Stroll
Equipes Williams
Tipo de artigo Últimas notícias