Vivendo ano difícil, Verstappen celebra vitória "incrível"

Holandês despacha Hamilton na volta 3 e vive dia de sonho na Malásia em temporada marcada por abandonos

O ano de Max Verstappen era uma grande provação até o GP da Malásia neste domingo (1). O piloto holandês da Red Bull havia conquistado apenas um pódio e sofria com nada menos que sete abandonos em 14 GPs.

No entanto, as coisas mudaram em Sepang. Promovido ao segundo lugar após Kimi Raikkonen ter problemas antes da prova, o holandês passou Lewis Hamilton nas primeiras voltas e não teve concorrência para vencer sua segunda prova na carreira.

Após o GP, ele lembrou do ano difícil e celebrou sua vitória.

“Depois desta temporada que eu tive, essa vitória veio em um momento muito bom”, falou Max, que completou 20 anos de idade no ultimo sábado.

“No início, acho que o meu carro estava bom. Eu vi Lewis tendo dificuldades com a tração.”

“Ele estava patinando um pouco mais do que eu. Ele tinha mais a perder do que eu no campeonato, então eu fui para cima na curva 1.”

“Depois disso, eu pude fazer a minha corrida. O carro estava inacreditável, e se eu precisasse acelerar mais, eu conseguiria fazer isso. Foi incrível. Hoje eu tive a velocidade para ganhar.”

“Eu tinha ritmo. Foi muito bom e foi a primeira vez que tive isso na minha carreira. Eu tinha um grande equilíbrio no segundo setor. Apenas tive que me focar, porque podia perder muito tempo com os retardatários. Quase me bateram na curva 1.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Malásia
Pista Sepang International Circuit
Pilotos Max Verstappen
Tipo de artigo Últimas notícias