Webber alerta Alonso: “Conciliar F1 e Le Mans seria um erro”

compartilhar
comentários
Webber alerta Alonso: “Conciliar F1 e Le Mans seria um erro”
9 de jan de 2018 09:27

Australiano, que possui experiência em ambas as competições, afirma que prova no endurance “absorveria muita energia”, o que seria uma distração

Fernando Alonso, United Autosports
Mark Webber
Fernando Alonso, McLaren
Fernando Alonso, McLaren
Fernando Alonso, McLaren MCL32
Fernando Alonso, McLaren
#8 Toyota Gazoo Racing Toyota TS050-Hybrid: Fernando Alonso, Sébastien Buemi
#8 Toyota Gazoo Racing Toyota TS050-Hybrid: Fernando Alonso
#8 Toyota Gazoo Racing Toyota TS050-Hybrid: Fernando Alonso
#8 Toyota Gazoo Racing Toyota TS050-Hybrid: Fernando Alonso

Ex-piloto da F1 e campeão mundial de endurance, Mark Webber acredita que Fernando Alonso cometeria um erro caso decida de fato disputar as 24 Horas de Le Mans paralelamente à sua campanha pela McLaren na categoria máxima do automobilismo.

O espanhol já expressou sua intenção em alinhar no grid de Le Mans, já que almeja a conquista da tríplice coroa do automobilismo – que também conta com o GP de Mônaco, prova que já venceu por duas vezes, e as 500 Milhas de Indianápolis.

Para Webber, a diferença entre as dinâmicas das modalidades pode representar uma dificuldade excessiva para quem precisa intercalar entre uma competição e outra – o que pode ser um problema para Alonso.

“É um erro. São duas coisas totalmente diferentes, que te absorvem uma energia mental altíssima. Se você faz a F1, não pode permitir certas distrações”, analisou o australiano, que triunfou no WEC em 2015, ao site italiano Automoto.it.

“Digo isso após ter passado pela temporada e corrido em Le Mans. Eu, no lugar de Fernando, não faria isso. Ou você escolhe fazer Le Mans como se deve e se concentra nisso, trabalhando nas três semanas anteriores com uma concentração de louco, sem se esquecer disso no resto do ano, ou arrisca ir mal. A F1 de hoje é específica de tal forma que não permite espaços”, continuou.

Quando questionado sobre o caso de Nico Hulkenberg – que, em 2015, venceu em Le Mans enquanto competia regularmente pela Force India na F1 –, Webber comparou:

“Era uma equipe de segundo plano na F1, que não tinha a mesma pressão, além de que ele estava em Le Mans com uma equipe que estava no topo [Porsche]. Isso simplifica muito as coisas”, disse. “Mas até mesmo ele estava distraído no fim.”

“Na F1, o empenho mental é muito forte e, para entender se vale a pena, acredito que Alonso tenha feito bem em correr em [24 Horas de] Daytona.”

Webber participou das atividades de cinco edições das 24 Horas de Le Mans, mas nenhuma delas coincidiu com seus anos na F1. O australiano atuou na corrida francesa entre 98 e 99, pela Mercedes, e 2014 e 2016, pela Porsche. Seu melhor resultado foi um segundo lugar, em 2015.

Próxima Fórmula 1 matéria
Gasly: ida à Toro Rosso mostra que F1 “não é só dinheiro”

Previous article

Gasly: ida à Toro Rosso mostra que F1 “não é só dinheiro”

Next article

Tradição não manterá GP em Silverstone, diz ex-presidente

Tradição não manterá GP em Silverstone, diz ex-presidente
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Mark Webber , Fernando Alonso Shop Now
Tipo de matéria Últimas notícias