Webber: Programa de pilotos da Red Bull “amoleceu”

Australiano diz que volta de Hartley mostra que gerência de pilotos do time austríaco se acalmou após sucesso na Fórmula 1

De 2009 a 2013 na Red Bull na Fórmula 1, Mark Webber acredita que o time austríaco e o comandante de seu programa de jovens, Helmut Marko, amoleceram com o tempo e as conquistas no mundial.

Webber confirmou que a Red Bull entrou em contato com ele para saber sua opinião sobre seu antigo companheiro de equipe da LMP1 na Porsche, Brendon Hartley, antes de reincorporar o neozelandês a seu time de pilotos e dar a ele um lugar na Toro Rosso sete anos depois de sua dispensa do programa júnior.

A segunda chance de Hartley sugere a Webber que a Red Bull e seu consultor de automobilismo, Helmut Marko, amadureceram.

"Eu acho que a Red Bull amoleceu um pouco", disse Webber ao Motorsport.com.

"Não é tão intensa como nos últimos anos. E talvez essa oportunidade não tivesse acontecido antes. Você tem que tirar o chapéu para Helmut, que o analisou e deu uma segunda chance a ele. É um ambiente diferente. Está muito mais calmo – algo que vejo apenas uma vantagem."

Hartley admitiu que "desmoronou" quando teve sua nova chance na F1 com a Red Bull, e Webber concordou que o piloto de 28 anos está muito melhor preparado para essa oportunidade agora.

"Ele diz abertamente que não estava pronto quando era mais jovem", disse Webber.

Para trazer Hartley de volta, a Red Bull demitiu Daniil Kvyat. O russo ganhou os campeonatos de Fórmula Renault e GP3 como piloto júnior da Red Bull e foi promovido da Toro Rosso para a Red Bull Racing apenas após um ano na F1, mas foi então rebaixado em favor de Max Verstappen no início de 2016.

Webber citou o exemplo de Jan Magnussen, que também não teve vida longa na F1 mesmo após um título de Fórmula 3 britânico em 1994. Ele fez apenas uma temporada e meia com a Stewart.

"Tivemos muitos pilotos inacreditáveis ​​em categorias júnior, mas que não cumpriram sua promessa na Fórmula 1", disse Webber.

"Na Fórmula 1, penso que é um pouco como um restaurante onde o chefe de cozinha precisa ser especialista em vários pratos diferentes.”

"Nas categorias júnior, não. Você deve ser especialista em um ou dois pratos.”

"Mas a Fórmula 1 é um teste muito difícil para o desenvolvimento do piloto. Você realmente não tem isso em categorias júnior. Se você é rápido, você ainda pode conseguir os resultados, mas mais tarde você precisa ter gerenciamento mental e compostura."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Mark Webber
Equipes Red Bull Racing , Toro Rosso
Tipo de artigo Últimas notícias