Wehrlein vê resultados como realidade da Manor

Piloto do time inglês diz que 18º lugar conquistado na China foi o máximo que seu carro podia alcançar

Com motor Mercedes, a Manor prometia um grande passo para a temporada deste ano. Tecnicamente o time não se mostra tão atrás como nos outros anos, porém a zona de pontos ainda parece fora de questão.

Pascal Wehrlein falou que o 18º lugar conquistado na China foi o máximo que seu carro poderia ter feito.

"Foi uma boa corrida, com alguns pontos positivos a tirar", disse.

"Mais uma vez nós estávamos lutando com alguns outros carros e conseguimos ultrapassar também.”

"O começo foi bom. As primeiras curvas tiveram muita ação, com carros e destroços por todo o lugar.”

"O carro estava indo bem, mas acho que o 18º lugar é onde o carro está agora. No final, vimos a oportunidade de ganhar a posição de Kevin Magnussen, e é por isso que fomos para os pneus supermacios.”

"Foi uma boa sensação tentar passá-lo, mas nós só tínhamos uma janela limitada de pneus e eles acabaram no final.”

"Todo mundo terminou, por isso conseguimos ficar à frente de quatro outros carros no mérito. Mas nós temos que dar um bom passo à frente agora para fazer a diferença nas próximas corridas."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Pascal Wehrlein
Tipo de artigo Últimas notícias