Whiting diz que pneu de Alonso poderia ter atingido Leclerc

compartilhar
comentários
Whiting diz que pneu de Alonso poderia ter atingido Leclerc
27 de ago de 2018 11:01

Diretor de provas da F1, Charlie Whiting acredita ser provável que o halo possa ter evitado que o pneu de Fernando Alonso atingisse o capacete de Charles Leclerc no acidente do GP da Bélgica.

No entanto, ele admite que será necessária uma investigação para determinar o papel exato desempenhado pelo halo no lance.

Depois do acidente, o halo e a lateral do cockpit da Sauber mostraram claros sinais de um impacto de pneus após Alonso voar por cima de Leclerc.

“Já demos uma examinada superficial nas peças, claro”, disse Whiting, quando questionado pelo Motorsport.com sobre o papel desempenhado pelo halo.

“Ainda é um pouco cedo para dizer. A câmera de alta velocidade não nos dirá muito, e a câmera onboard que vimos até agora não deixou particularmente claro.”

“Mas acho que o que ficou claro são as marcas de pneu significativas tanto no chassi quanto no halo.”

“Acho que seria um pouco especulativo, mas acho que podemos ver que não requer muita imaginação que o pneu poderia ter atingido de verdade a cabeça de Charles. Seria meio que um milagre se não tivesse, caso o halo não estivesse lá.”

“Há uma grande quantidade de marcas de pneus, como todos viram, então não é preciso muita imaginação para pensar que provavelmente poderia ter tido contato com sua cabeça. Mas isso é levemente especulativo.”

Whiting afirmou que o acidente dará à FIA dados úteis, assim como aconteceu em um acidente similar envolvendo Tadasuke Makino, da F2, em Barcelona.

“Exatamente, passamos por isso para coletar o máximo que pudermos.”

“Nossos pesquisadores fizeram um relatório bastante detalhado, um relatório interno, mas tudo o que estamos tentando fazer é coletar o máximo, porque estamos no começo do processo de desenvolvimento do halo 4. Então, quanto mais informação tivermos, melhor.”

“Pegamos muitas fotos e nossos pesquisadores entrarão em contato com a Sauber para garantir que entendemos, por exemplo, quando tirarem o halo para ver se todos os parafusos de fixação estão em bom estado, e, mais importante, ver se ele foi distorcido.”

“Ele é preso por parafusos no momento, mas queremos ver se ele pode ter um formato diferente para que possamos tentar aprender o que der daquilo. Mas parece que foi uma pancada bastante pesada.”

Tadasuke Makino, RUSSIAN TIME and Nirei Fukuzumi, BWT Arden crash

Tadasuke Makino, RUSSIAN TIME and Nirei Fukuzumi, BWT Arden crash

Photo by: Handout photo

Próxima Fórmula 1 matéria
Vettel passa Prost e já é terceiro com mais vitórias na F1

Previous article

Vettel passa Prost e já é terceiro com mais vitórias na F1

Next article

Raikkonen se aproxima de renovação com a Ferrari para 2019

Raikkonen se aproxima de renovação com a Ferrari para 2019
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Tipo de matéria Últimas notícias