Whiting diz que todos os escapamentos estão dentro do regulamento

Delegado técnico da FIA inspeciona carros em Jerez em meio a nova briga pelo uso dos gases para ganho aerodinâmico

Ferrari apresentou uma das soluções mais extremas para os escapamentos

Toda pré-temporada de F-1 que se preze precisa de uma boa polêmica e a deste ano promete se concentrar na mesma área que deu dor de cabeça ano passado: o uso dos escapamentos para ganho aerodinâmico.

Para 2012, a FIA decidiu abolir os escapamentos soprados no difusor, determinando uma área para seu posicionamento que proibia este tipo de uso. No entanto, algumas equipes vêm demonstrando nos primeiros testes em Jerez de la Frontera interpretações que continuam gerando ganhos aerodinâmicos.

Presente nos testes, o delegado técnico da FIA Charlie Whiting  afirmou que, ao menos por enquanto, nenhuma equipe está fora do regulamento. “No momento, estão todos legais”, afirmou à Auto Motor und Sport.

Um dos mais descontentes com as soluções encontradas pelos rivais, especialmente McLaren e Ferrari, é o projetista da Red Bull, Adrian Newey. “Há sempre uma chance de alguém aparecer com algo que estará no limite [das regras].”

O que McLaren e Ferrari estariam fazendo é direcionar o ar do escapamento para os dutos de freio, a fim de ganhar pressão aerodinâmica. O projetista de Maranello, Nikolas Tombazis, no entanto, não se diz surpreendido com nada do que viu.

“Não vi nada fora do comum. Analisamos o que todos estão fazendo e não vi uma grande inovação que não havíamos estudado.”

Outro ponto de discórdia são as asas dianteiras flexíveis. Usadas desde 2010 pela Red Bull e copiadas por outras equipes, elas tiveram as regras endurecidas pela FIA.

“Essa mudança de regra veio muito tarde. O resultado é que a asa ganhou muito peso, fazendo com que seja difícil chegar à distribuição de peso perfeita”, reclamou Newey.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias