Whitmarsh diz que gostaria de ter Alonso e deixa dupla em aberto

Chefe da McLaren confirma Button, mas deixa vaga de Perez, que interessa a Felipe Massa, em aberto para ano que vem

A expressão “nunca diga nunca” nunca foi tão verdadeira na Fórmula 1. Depois do retorno surpreendente de Kimi Raikkonen à Ferrari após sua demissão em 2009, agora é a McLaren que acena com a possibilidade de ter Fernando Alonso, cujo contrato foi rompido dois anos antes do término por mútuo acordo, em 2007, de volta.

O espanhol tem contrato até o final de 2016 com a Ferrari, mas quando perguntado pela Sky Sports se assinaria com o bicampeão, o chefe de McLaren, Martin Whitmarsh, disse que sim. “A maioria das equipes no pitlane ficaria feliz em assinar com Fernando Alonso, ele é um piloto muito talentoso.”

O dirigente, no entanto, não prevê que isso ocorra a curto prazo. Porém, não crava sua dupla de pilotos para o ano que vem. “Espero que nossa dupla continue a mesma, mas estamos abertos para qualquer coisa a longo prazo e ele [Alonso] seria uma grande contratação. Fernando tem as rédeas de seu destino, mas veremos.”

A dúvida da McLaren em relação ao ano que vem, ao que interessa Felipe Massa, que conversou com a equipe após não ter seu contrato renovado com a Ferrari, parece ser em relação a Sergio Perez. Na quinta-feira em Cingapura, Jenson Button afirmou que seu contrato “está acertado”, enquanto o mexicano disse que ficaria, mas foi menos incisivo.

Whitmarsh, por sua vez, disse que a informação passada por Button é “correta”, mas não confirmou a dupla. “Seremos francos. As pessoas gostariam de assinar com Alonso porque ele é um dos melhores pilotos do mundo no momento. Ele é de grande valia para qualquer equipe. A probabilidade é de que tenhamos a mesma dupla ano que vem. De maneira realista, é o que acho que vai acontecer, mas veremos.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias