Whitmarsh diz que liberação de Lowe não teve nada a ver com Honda

Dirigente afasta boatos de que teria sido obrigado a liberar ex-diretor técnico por novo acordo de fornecimento de motores

Paddy Lowe e Jenson Button

Martin Whitmarsh afastou os boatos de que teria sido obrigado a liberar Paddy Lowe – ex-diretor técnico da McLaren, já de contrato assinado com a Mercedes – após ter assinado acordo para ter os motores Honda a partir de 2015.

“Paddy foi muito leal a nós por aqui”, falou o dirigente do time de Woking. “Sentimos que seria a coisa certa liberá-lo e não acho que precisemos discutir mais este assunto.”

Lowe deverá começar na equipe alemã das flechas de prata no dia 3 de junho. Paddy anunciou sua saída da equipe McLaren em fevereiro. O primeiro acordo entre as duas partes dizia que o engenheiro deveria começar a trabalhar na Mercedes apenas no início de 2014.

“Não está relacionado ao acordo com a Honda”, assegura Whitmarsh.

“Os acordos com a Honda e com a Mercedes já haviam sido feitos, então não tínhamos pressão. Foi nossa decisão e esperamos que isso crie um clima bom. Parecia a coisa certa a se fazer. Paddy é um cara legal. Ele escolheu um caminho e não queríamos segurá-lo desnecessariamente.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias