Williams busca dar a volta por cima no GP do Canadá

Depois de marcar apenas um ponto em Mônaco, Senna e Maldonado esperam resultado mais próximo do potencial do carro

Senna quer aproveitar mais tempo de pista

Depois de um final de semana classificado pelo próprio chefe de engenharia Mark Gillian como “frustrante” em Mônaco, a Williams espera obter mais que o único ponto com que saiu de Monte Carlo na próxima etapa, no Canadá.

Para Bruno Senna, que só andou no circuito de Montreal com a fraca Hispania, em 2010, é importante permanecer o máximo de tempo na pista durante os treinos livres. O brasileiro não cederá o carro para Valtteri Bottas neste final de semana.

“A pista do Canadá é uma das mais desafiadoras da temporada. É uma combinação de circuito de rua e pista normal, com retas muito longas e curvas apertadas e lentas. É importante ter o maior tempo de pista possível para entender o asfalto porque ele evolui rapidamente. Nosso carro parece competitivo e espero que consigamos ter um bom ritmo.”

Após bater ainda na primeira volta em Mônaco, após largar em último, Pastor Maldonado espera andar mais próximo da capacidade do carro no Circuito Gilles Villeneuve.

“Temos trabalhado muito duro para melhorar a performance do carro e sinto que isso tem melhorado o tempo todo. Espero que tenhamos um bom resultado no Canadá, circuito de que realmente gosto. O efeito da DRS é grande nas retas e devemos ver muitas ultrapassagens.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Canadá
Pilotos Pastor Maldonado , Bruno Senna
Tipo de artigo Últimas notícias