Williams espera manter Sirotkin “por vários anos” na F1

Membros da chefia da equipe garantem que acordo com piloto russo é de “múltiplos anos”, além de mostrar surpresa com seu rendimento em teste

A Williams espera que Sergey Sirotkin permaneça na equipe por “muitos anos” após fechar um acordo de múltiplas temporadas que o deu uma vaga de titular em 2018.

Sirotkin derrotou vários concorrentes – incluindo o agora reserva da Williams, Robert Kubica – para assumir a vaga final no grid da F1, ao lado de Lance Stroll.

Em uma coletiva de imprensa realizada em Moscou, figuras importantes da Williams e os apoiadores russos de Sirotkin deixaram claro que o acordo realizado é de longo prazo.

O diretor executivo da Williams, Mike O’Driscoll, disse: “O que temos com Sergey é um contrato de múltiplos anos. Temos muita confiança em Sergey.”

“Nunca falamos sobre os temos específicos de um piloto em momento algum, e isso é meio comum em equipes de F1.”

“Mas podemos dizer que é um contrato de múltiplos anos, então esperem ver Sergey usando o uniforme da Williams nos próximos anos.”

Diretor executivo da SMP Racing, Dmitry Samorukov, disse que era importante ter o comprometimento para mais de uma temporada.

“Sabíamos que não fazia sentido assinar um contrato para somente um ano, em termos de trabalho para Sergey com a equipe e com o carro”, disse.

“Nosso programa é feito para mais de um ano. Temos termos muito flexíveis para o acordo, mas é definitivamente mais de um ano.”

Diretor técnico da Williams, Paddy Lowe acrescentou: “Estamos muito empolgados com as possibilidades de Sergey para este ano, e até mesmo para os vários anos que teremos pela frente.”

“Como Mike disse, é uma parceria de múltiplos anos com Sergey e também com a SMP Racing.”

“Estamos muito impressionados com o que a SMP está fazendo. Isso mostra um exemplo para o resto do mundo, um processo em que jovens pilotos podem ser promovidos e apoiados.”

“O que realmente queremos no automobilismo é que os melhores talentos cheguem ao topo, e não o talento que é conduzido pela sorte ou pelo dinheiro.”

Impacto imediato no teste

O’Driscoll descreveu a performance de Sirotkin nos testes em Abu Dhabi, em que Kubica também esteve em ação, como “impecável”, sendo que Lowe afirmou que o jovem de 22 anos estava mais tranquilo do que seus apoiadores naquele dia.

“O que ficou óbvio foi o quão calmo Sergey estava no momento, quando percebeu que precisaria render”, disse.

“Desde suas primeiras voltas no carro era possível sentir o ambiente na garagem, com os engenheiros, que ficaram impressionados imediatamente com seus tempos, seu retorno técnico, sua precisão.”

“Ele não cometeu erros, então a sensação de que ele era um ótimo piloto esteve lá desde o começo. E foi um sentimento universal entre os engenheiros de que era esse o cara que precisávamos no carro.”

Samorukov disse que o teste não se tratou de Sirotkin aparecendo no último minuto e estabelecendo uma performance surpreendente.

“Entendemos que a Williams seria uma das melhores opções, e estávamos nos preparando intencionalmente para os testes de Abu Dhabi”, disse.

“Definitivamente não foi que Sergey chegou lá, marcou um bom tempo e ele ficou com a vaga. Ali foi apenas a coroação de too o trabalho feito até aquele momento.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Sergey Sirotkin
Equipes Williams
Tipo de artigo Últimas notícias