Williams lucrou mais em 2017, mas aguarda ajuda da Liberty

compartilhar
comentários
Williams lucrou mais em 2017, mas aguarda ajuda da Liberty
Traduzido por: Daniel Betting
20 de abr de 2018 19:50

Mesmo a equipe britânica tendo obtido mais ganhos em 2017, mas ainda espera que a Liberty Media possa dar mais apoio financeiro

Nico Hulkenberg, Renault Sport F1 Team R.S. 18 and Sergey Sirotkin, Williams FW41
Lance Stroll, Williams FW41 Mercedes, in the pits
Lance Stroll, Williams FW41 and Stoffel Vandoorne, McLaren MCL33 battle
Lance Stroll, Williams FW41
Sergey Sirotkin, Williams Racing
Sergey Sirotkin, Williams FW41
Lance Stroll, Williams FW41
Lance Stroll, Williams FW41 Mercedes
Sergey Sirotkin, Williams Racing

A Williams gerou 143,2 milhões de euros em 2017, mais do que os 133 milhões de 2016, provavelmente por conta da parceria com Lance Stroll, cujo pai multimilionário é um grande apoio financeiro. Os lucros (EBITDA) da equipe cresceram de 14 milhões de euros para 18,2 milhões.

Apesar de um melhor desempenho da empresa irmã da equipe de F1, a Williams Advanced Engineering, a controladora Williams Grand Prix Holdings registrou uma queda geral na receita de 191 milhões de euros em 2016 para 189,5 milhões em 2017, e o lucro bruto diminuiu de 17,6 milhões de euros para 12,3 milhões, devido ao que descreveram como "uma redução do rendimento não recorrente do projeto".

Mike O'Driscoll, CEO da Williams, disse que os resultados mostraram que a empresa está com boa saúde e ainda pode investir.

"A equipe da Williams alcançou resultados fortes no ano passado e nosso desempenho financeiro de 2017 reflete esse progresso contínuo", disse.

"As receitas aumentaram tanto na equipe de F1 quanto na Williams Advanced Engineering em 2017, após um forte desempenho em 2016. Nossos resultados nos deram confiança para continuar investindo em nossas instalações e capacidades técnicas".

Observando que a Williams foi a única equipe além das três grandes que conquistou um pódio em 2017, O'Driscoll disse: "Isso ilustra a grande diferença no gasto competitivo entre as primeiras equipes e o resto do grid".

"Esperamos que a visão de longo prazo da Liberty Media para o futuro da categoria possa combinar as coisas e nos deixar em um campeonato no qual todas as equipes possam competir de forma mais justa”.

"Enquanto isso, estamos muito focados em melhorar nosso desempenho depois de um difícil início de temporada neste ano".

"Embora existam muitos desafios no horizonte, estamos em um bom lugar para ter sucesso, com uma organização forte e talentosa e instalações de primeira classe”, acrescentou.

"Estes resultados demonstram mais uma vez a capacidade da equipe Williams de continuar a expandindo seus negócios em um ambiente difícil e implacável".

Próxima Fórmula 1 matéria
Force India: Planos de 2021 devem acabar com grid desigual

Previous article

Force India: Planos de 2021 devem acabar com grid desigual

Next article

Hakkinen: Pneus e regulamento motivam boas corridas na F1

Hakkinen: Pneus e regulamento motivam boas corridas na F1
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Williams
Tipo de matéria Últimas notícias