Williams nega que tenha assinado com Kubica para 2018

Equipe diz que conversas com polonês ainda estão em andamento e afirma que não deverá fazer anúncios durante o GP de Abu Dhabi

A Williams negou que já tenha completado um acordo com Robert Kubica para 2018 e descartou que um anúncio será feito durante o GP de Abu Dhabi.

Kubica testou um carro de 2014 da Williams por duas vezes no mês passado, quando a equipe o avaliava para ser um potencial substituto de Felipe Massa.

Ele também deverá guiar pela equipe no teste de pneus da Pirelli pós-GP de Abu Dhabi.

Em meio a crescentes especulações de que Kubica já havia garantido o segundo assento da Williams, a equipe insistiu que nada foi decidido.

“Apesar de as conversas estarem em andamento com Kubica, ainda deverá ser decidido quem substituirá Massa. Faremos um anúncio quando tivermos algo a anunciar, mas nada está planejado para este fim de semana, em Abu Dhabi”, disse a equipe, em comunicado.

Kubica entrou na disputa por uma vaga na Williams em setembro, tendo já testado com a Renault antes de a equipe francesa escolher Carlos Sainz.

Campeão da F1 no ano passado, Nico Rosberg assumiu um posto na gestão de carreira de Kubica para ajudar seus esforços às corridas após o acidente de rali que o deixou com graves lesões no braço, em 2011.

Kubica voltou às competições inicialmente nos ralis antes de entrar em programas de corridas de turismo e testes em monopostos para avaliar se ele seria capaz de voltar à F1.

O reserva da Williams, Paul di Resta, o piloto da Sauber Pascal Wehrlein e Daniil Kvyat, ex-Toro Rosso, também estão na disputa pela vaga, mas acredita-se que Kubica seja a escolha número um.

Massa também era opção antes de decidir se aposentar da F1, quando ficou claro que a Williams não podia garantir-lhe uma vaga em 2018. 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Robert Kubica
Equipes Williams
Tipo de artigo Últimas notícias