Diretor da Williams alfineta Ferrari e prevê dificuldades em 2015

Com novas receitas de patrocínio e televisão à disposição, Pat Symonds enxerga desvantagem financeira e cita prazer em bater escuderia italiana

Após o terceiro lugar na classificação por equipes na temporada passada, a Williams inicia os preparativos para 2015 pensando em se manter na parte de cima da tabela. Em aparição no Autosport International Show, em Birmingham, na Inglaterra, o diretor-técnico Pat Symonds, apesar de contar com uma receita turbinada pelos novos patrocínios e cotas de televisão - reflexos da boa campanha da dupla formada por Bottas e Massa em 2014 -, disse que o momento financeiro de outras equipes é melhor. "Não estamos com problemas financeiros, mas não temos à disposição o orçamento dos nossos concorrentes", analisou. 
 
[publicidade] No comando da Williams desde 2013, Symonds não perdeu a oportunidade de cutucar a Ferrari, que finalizou o campeonato de construtores atrás da equipe britânica. "Uma das coisas que me dá grande prazer é bater a Ferrari com metade do dinheiro que eles têm", alfinetou. 
 
Apesar da desvantagem financeira em relação às grandes escuderias, o diretor-técnico elogiou a evolução da Williams entre 2013, ano lembrado pelo nono lugar na classificação de construtores, e 2014: "Melhoramos muito em aspectos simples, como os pitstops. Em 2013, um pitstop da Williams era uma grande preocupação". 
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias