Williams: Russell pode ser revelação como Leclerc em 2019

compartilhar
comentários
Williams: Russell pode ser revelação como Leclerc em 2019
28 de dez de 2018 14:59

Chefe do time acredita em potencial do britânico para brilhar já em sua primeira temporada no mundial

George Russell tem potencial para seguir os passos de Charles Leclerc e se tornar um piloto de ponta na Fórmula 1, mas terá tempo para se desenvolver na Williams, crê o chefe do time, Paddy Lowe.

Russell venceu o campeonato GP3 em 2017, antes de conquistar o título da F2 em 2018, e vai para a F1 ao lado dos seus principais rivais da última temporada, Lando Norris – que competirá pela McLaren – e Alexander Albon, da Toro Rosso.

"Temos uma combinação diferente de pilotos para o próximo ano, o que é incrivelmente empolgante", disse Lowe à RACER.

“George é um dos maiores talentos possíveis para a Fórmula 1 que estão por aí no momento. Vimos Charles neste ano vencer a Fórmula 2 e espero ver um potencial semelhante proveniente de George.”

“Mas devemos ser pacientes. O que tenho visto ao longo dos anos é que os pilotos levam um tempo diferente para se familiarizar com a Fórmula 1 – alguns são mais lentos e outros mais rápidos, e na verdade isso não indica onde eles chegarão quando se estabelecerem.”

"Então, não estamos indo para a próxima temporada com expectativas específicas para George, exceto que, a longo prazo, achamos que ele será um dos principais pilotos do esporte."

Lowe estava na McLaren quando Lewis Hamilton fez sua estreia na F1 depois de vencer a categoria de acesso à F1 – então chamada de GP2 – e espera que essa experiência o ajude a administrar o primeiro ano de Russell ao lado de Robert Kubica.

"Eu tive a sorte de trabalhar com Lewis em sua primeira temporada, chegando como um novato, então eu conheço alguns dos desafios em torno disso", disse ele. "Vai ser muito interessante ver como será com George."

Next article
Alonso elege GP da Europa de 2012 como a “corrida perfeita” da carreira

Previous article

Alonso elege GP da Europa de 2012 como a “corrida perfeita” da carreira

Next article

F1 oferece alternativas para punições de grid em pesquisa

F1 oferece alternativas para punições de grid em pesquisa
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1