Williams vê evolução, mas Maldonado já vai a Abu Dhabi penalizado

Piloto venezuelano terá de usar o nono motor do ano na próxima etapa e perderá dez posição no grid de largada

Maldonado vai a Abu Dhabi com a corrida comprometida

O engenheiro-chefe de operações da Williams, Mark Gillian, comemorou a melhora da performance, especialmente em corrida, do FW33 na Índia, ainda que uma quebra no câmbio de Pastor Maldonado e o acidente de Rubens Barrichello logo na largada tenham deixado a equipe novamente longe dos pontos.
Gillian afirmou que, contudo, o ritmo mostrado por ambos animou o time de Grove.

“Demos um passo adiante em termos de performance, especialmente no ritmo de corrida, da Coreia para a Índia, o que foi ajudado por um upgrade bem coordenado entre o que foi visto no túnel de vento e na pista.”

O engenheiro vê possibilidades da Williams até chegar ao Q3 na próxima etapa, em Abu Dhabi. Porém, os ingleses já vão para a corrida sabendo que Maldonado terá de cumprir uma punição de dez posições no grid por uma troca de motor.

“Temos de nos certificar que teremos um final de semana sem problemas e então será possível chegar ao Q3, ainda que Pastor tenha de usar o nono motor em Abu Dhabi, devido a problemas decorrentes da quebra da caixa de câmbio na Índia. Rubens usará um motor novo, o oitavo.”

Barrichello afirmou ao TotalRace no final de semana do GP da Índia que estava usando seu sétimo motor pela quarta corrida para chegar ao GP do Brasil, última etapa do ano, nas melhores condições possíveis.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Índia
Pilotos Rubens Barrichello , Pastor Maldonado
Tipo de artigo Últimas notícias