Wolff critica “política” e “mentiras” por situação de Ocon

compartilhar
comentários
Wolff critica “política” e “mentiras” por situação de Ocon
Scott Mitchell
Por: Scott Mitchell
14 de set de 2018 14:50

O chefe da Mercedes, Toto Wolff, culpou as “políticas” e “mentiras” para a possibilidade de Esteban Ocon ficar sem uma vaga no grid da F1 em 2019, especialmente porque outros não tiveram “bolas” para honrar sua palavra.

O piloto júnior da Mercedes pode acabar sem uma vaga na próxima temporada após ser a principal vítima da movimentação da F1 durante as férias.

Entende-se que o francês tinha um acordo para se juntar à McLaren em julho, mas voltou seu foco para a Renault após, aparentemente, a fabricante francesa demonstrar seu comprometimento em tê-lo.

No entanto, ele perdeu a vaga na Renault quando ela optou por contratar Daniel Ricciardo.

A mudança, aliada à aquisição da Force India por um consórcio liderado por Lawrence Stroll, o que significa que Lance Stroll certamente irá assumir a vaga de Ocon, fez com que o piloto francês tivesse dificuldade em encontrar um cockpit.

Wolff se mostrou chateado com os acontecimentos e sugeriu que Ocon teria um futuro garantido se outras pessoas cumprissem com o que foi combinado.

“O que aconteceu neste ano em julho e agosto é simplesmente inacreditável”, disse Wolff à Sky Sports. “Havia tanta políticas nos bastidores, agendas escondidas, mentiras.”

“Nem todos os bons garotos estarão em carros e provavelmente Esteban será um deles.”

Ele acrescentou: “Em julho, tínhamos duas ofertas na mesa, com contratos, e foi uma questão de escolher qual era o correto. Ele acabou não tendo nenhum porque as pessoas simplesmente não têm as bolas para seguir o que dizem.”

Toto Wolff, Executive Director (Business), Mercedes AMG

Toto Wolff, Executive Director (Business), Mercedes AMG

Photo by: Andrew Hone / LAT Images

Mercedes não quer liberar Ocon

Wolff afirmou que a Mercedes permanecerá com Ocon e trabalhará com ele até resolver o problema.

Os laços de Ocon com a Mercedes foram citados como obstáculos para Renault, McLaren e Red Bull. Apesar de Wolff já ter dito antes que consideraria liberar um de seus pilotos se necessário, o dirigente agora disse que isso está fora de cogitação para Ocon.

“Nem em um milhão de anos”, disse. “Um dia ele estará em uma Mercedes e vencendo corridas e campeonatos, mostrando a todos os outros por aí que eles cometeram um erro.”

Next article
Raikkonen comanda segundo treino em Singapura; Vettel erra

Previous article

Raikkonen comanda segundo treino em Singapura; Vettel erra

Next article

Ferrari garante Leclerc pelo menos até 2022

Ferrari garante Leclerc pelo menos até 2022
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Esteban Ocon
Autor Scott Mitchell
Tipo de matéria Últimas notícias