Wolff: "Não podemos dar nada como garantido"

Chefe da Mercedes disse que chegam aos Estados Unidos com a mente que ainda não está nada definido

Lewis Hamilton tem uma vantagem de 59 pontos no campeonato de pilotos, com 100 em jogo nas quatro provas restantes para o fim da temporada. O piloto inglês terá sua primeira chance de conquistar o título no GP dos EUA deste fim-de-semana, mas apesar disso, Toto Wolff, chefe da equipe não se ilude.

"Com quatro corridas restantes e 100 pontos em jogo, não podemos dar nada por certo ao voarmos para Austin esta semana. Nos aproximamos de cada corrida com uma dose saudável de ceticismo em vez de ilusões, e nosso foco deve estar em garantir que somemos cada ponto a nosso alcance neste fim de semana em Austin ", disse em um comunicado de imprensa.

As últimas três corridas foram decepcionantes para o alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, que viu sua liderança no campeonato mudar por um triste segundo lugar. Apesar desta situação, Sergio Marchionne, chefe máximo da Ferrari, disse que ainda nada pode ser dado por certo à casa italiana.

"Desde que começamos o estágio final da temporada, vimos uma forte dose de pontos a nosso favor em ambos os campeonatos. A boa fortuna desempenhou seu papel, é claro, e nos colocamos na posição certa para aproveitar ao máximo as oportunidades que nos foram apresentadas", disse Wolff.

No entanto, para o chefe da Mercedes, embora a sorte tenha desempenhado seu papel, a equipe fez um trabalho correto entregando um bom carro a Lewis Hamilton. Além disso, as férias de verão permitiram que a equipe assimilasse todas as informações da primeira parte da temporada em que o SF70H era superior em relação ao W08.

"Lewis conduziu brilhantemente este ano, e desde as férias de verão em particular, esteve em outro nível. Foi incrível vê-lo tirar tudo do carro e trabalhar com a equipe para resolver problemas e melhorar ainda mais".

"Nós voltamos dessas corridas com muito mais compreensão de nosso carro e as razões para as mudanças no rendimento que experimentamos nesta temporada. Uma parte desse entendimento já está sendo aplicada nas corridas finais, algumas delas entrarão no projeto do próximo ano. Mas o sabor amargo de nossa derrota na Malásia confirmou mais uma vez que os dias difíceis são aqueles que você aprende mais, e em que você estabelece as bases para o sucesso futuro".

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP dos Estados Unidos
Pista Circuit of the Americas
Pilotos Lewis Hamilton , Valtteri Bottas
Equipes Mercedes
Tipo de artigo Últimas notícias