Aproveitando Safety Car, Pic vence na Hungria; Palmer e Nasr fazem belo duelo

Piloto brasileiro acaba em sétimo sendo ultrapassado pelo rival inglês após disputa cinematográfica na pista

Irmão de Charles, Arthur Pic venceu sua primeira corrida na carreira na GP2. O piloto francês acabou se beneficiando de um Safety Car logo no início da corrida, parando antes por ter largado com os pneus macios. Aproveitando entrada do carro de segurança, o piloto ganhou as posições dos pilotos que precisaram parar depois, por terem largado com os pneus médios.

Este foi o caso do brasileiro Felipe Nasr e do britânico Jolyon Palmer, que protagonizaram disputa de tirar o fôlego durante a uma hora de prova, ao invés de 37 voltas, graças às duas paralisações por Safety Car. 

O pódio foi completado por Stefano Coletti e Adrian Quaife-Hobbs, que se beneficiaram do Safety Car no início, assim como Pic.

Na largada, Nasr foi ultrapassado por Tom Dillmann. No entanto, com uma manobra fantástica por fora, Felipe voltou para a ponta. Quem realizou grande largada foi Jolyon Palmer indo de sexto para terceiro. O britânico foi para segundo no início da segunda volta, passando por Dillmann na primeira curva.

Protagonizaram a entrada do Safety Car nas primeiras voltas o monegasco Stephane Richelmi e o japonês Kimiya Sato, que disputavam a sétima posição. Richelmi subiu em Sato e acabou batendo forte na curva 11 do circuito de Hungaroring. Vários carros aproveitaram para ir aos boxes, entre eles Pic, Coletti, Quaife-Hobbs e Izawa.

Na relargada, a distância entre Palmer e Nasr, que era 3.2s, acabou sendo zerada. O piloto brasileiro era acoçado pelo britânico. A partir da volta 20, Palmer começou a atacar Felipe de vez, com 0.4s de desvantagem. Na volta 24 foi a vez de Jolyon tentar a ultrapassagem pela primeira. Nasr resistiu à investida por fora e ganhou a linha de dentro na curva dois, mantendo o lugar.

Após a parada, ambos continuaram disputando posições, em 12º e 13º lugares. O Felipe continuou resistindo, mas acabou cedendo a oito voltas do fim, quando Palmer foi agressivo colocando seu carro por dentro e tirando Nasr da pista na primeira curva. Isso ocorreu no mesmo momento em que Berthon bateu em Canamasas e trouxe o segundo Safety Car.

Com o tempo mínimo de uma hora se esgotando, ao invés de serem disputadas mais quatro voltas, foram apenas disputados mais um minuto e meio, o que deu apenas uma volta. Foi o suficiente para Palmer ainda passar Abt e ser o quinto. Nasr não conseguiu o mesmo sucesso contra o alemão da Hilmer, e foi o sétimo.

A corrida 2 acontece amanhã, às 5h35.

Confira o resultado:

1. Arthur Pic  Campos Racing 1:00:18.627s (35 voltas) 
2. Stefano Coletti  Racing Engineering  + 2.787s 
3. Adrian Quaife-Hobbs  Rapax  + 3.151s 
4. Takuya Izawa  ART Grand Prix  + 3.661s 
5. Jolyon Palmer  DAMS  + 3.828s 
6. Daniel Abt  Hilmer Motorsport  + 5.111s 
7. Felipe Nasr  Carlin  + 5.190s 
8. Raffaele Marciello  Racing Engineering  + 5.954s 
9. Stoffel Vandoorne  ART Grand Prix  + 6.213s 
10. Nathanaël Berthon  Venezuela GP Lazarus  + 7.038s 
11. Tom Dillmann  EQ8 Caterham Racing  + 7.605s 
12. Marco Sorensen  MP Motorsport  + 8.102s 
13. Simon Trummer  Rapax  + 8.398s 
14. Mitch Evans  Russian Time  + 8.756s 
15. Conor Daly  Venezuela GP Lazarus  + 11.641s 
16. Daniel De Jong  MP Motorsport  + 13.436s 
17. André Negrao  Arden International  + 14.224s 
18. Artem Markelov  Russian Time  + 15.944s 
19. Jon Lancaster  Hilmer Motorsport  + 16.066s 
20. Rene Binder  Arden International  + 1 volta 
 
Abandonos
Rio Haryanto EQ8 Caterham Racing (volta 30) 
Sergio Canamasas Trident (volta 29) 
Johnny Cecotto Jr. Trident (volta 22) 
Kimiya Sato Campos Racing (volta 10) 
Stéphane Richelmi DAMS (volta 5) 
Julian Leal Carlin (volta 5) 
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias FIA F2
Tipo de artigo Últimas notícias