Novo carro da F2 deveria ter sido adiado, critica Markelov

compartilhar
comentários
Novo carro da F2 deveria ter sido adiado, critica Markelov
Valentin Khorounzhiy
Por: Valentin Khorounzhiy
3 de mai de 2018 09:45

Piloto russo detona a categoria e a fornecedora de motor, a Mecachrome, pelas falhas obtidas durante os testes

Um dos pilotos do pelotão dianteiro da F2, Artem Markelov criticou a categoria por não ter dedicado mais tempo para solucionar os problemas de seu novo carro de 2018.

Os pilotos em massa parados no grid se tornaram um dos grandes assuntos das primeiras corridas realizadas com o novo Dallara F2 2018, mas o fim de semana de Markelov em Baku foi atrapalhado por um problema inteiramente diferente.

O russo abandonou a primeira prova no Azerbaijão com fumaça saindo de seu carro, e, na corrida seguinte, deixou a prova quando seu motor perdeu potência.

Em conversa com a imprensa depois da segunda corrida, ele não aliviou para a fornecedora de motor da F2, a Mecachrome, afirmando que “a potência caiu a 40%” também para seu parceiro de equipe, Tadasuke Makino.

“Esperamos que a Mecachrome consiga consertar o motor que falhou em duas corridas, e espero que eles façam algo para seguir em frente em vez de ir para trás, que é o que eles fizeram neste ano”, disse Markelov. 

O russo, que está em seu quinto ano de GP2/F2 e que foi vice-campeão no ano passado, acrescentou que as preocupações relacionadas a equipamento estão “transformando a F2 em F1”. 

Ele também insistiu que os problemas de confiabilidade do carro nos testes iniciais deveriam ter servido como um sinal. 

“Eu disse no começo do ano que o carro teria dificuldades, e que não havia escapatória”, comentou. 

“E, em vez de testar o carro por mais um ano e só aí aprová-lo para as corridas para evitar problemas, eles andaram com o carro algumas vezes e decidiram que já estava pronto para correr, que tudo ia ficar bem.”

“Os 17 motores quebrados nos testes não foram suficientes. Eles queriam mais, então... O que há a dizer?”

Alex Albon, da DAMS, disse entender a frustração de Markelov, mas apoiou a F2 e a Mecachrome para resolver os problemas.

Ele disse ao Motorsport.com: “Queremos apenas que seja corrida pura. É uma categoria monomarca, então não há competições em termos de fabricantes de motor ou carros. Queremos que tudo ande de forma suave e que o cara mais rápido vença cada corrida.”

“No momento, é mais questão de quem dominou mais a confiabilidade. Para alguém como Artem, está completamente fora de controle. Deve ser uma droga para ele, para ser honesto.”

“É uma pena. A última coisa que queremos é que o campeonato seja decidido nas quebras.” 

Próxima FIA F2 matéria
Sette Câmara cita “engano nos cálculos” por desclassificação

Previous article

Sette Câmara cita “engano nos cálculos” por desclassificação

Next article

Sette Câmara diz se sentir em casa em Barcelona

Sette Câmara diz se sentir em casa em Barcelona
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria FIA F2
Evento Baku
Localização Baku City Circuit
Pilotos Artem Markelov , Alexander Albon
Equipes RUSSIAN TIME
Autor Valentin Khorounzhiy
Tipo de matéria Últimas notícias